UOL Notícias Notícias
 
31/08/2010 - 07h59

Leoas recebem anticoncepcional no Cairo

Veterinários no zoológico de Giza, no Cairo, estão dando pílulas anticoncepcionais de mulheres para as leoas em cativeiro, para tentar impedir o grande crescimento na natalidade dos animais.

O zoológico sofre com a falta de recursos, e não tem jaulas suficientes para manter machos e fêmeas separados. Atualmente o zoológico tem uma população de 53 leões, que estão entre as atrações mais populares entre os visitantes.

"Nós damos duas pílulas para as leoas a cada quinze dias, o que reduziu em 30% o número de inseminações", diz o veterinário Waleed Shaban Bader, do zoológico de Giza.

A alta natalidade dos leões é só um dos inúmeros problemas do zoológico, que foi expulso da associação internacional há alguns anos por manter baixos padrões de qualidade.

Alguns funcionários se aproveitam da precariedade da administração para ganhar dinheiro por fora. Por uma pequena quantia de dinheiro, um funcionário levou a reportagem da BBC para um tour de animais que não estão à mostra no zoológico.

Um turista revelou que se pagando mais uma gorjeta equivalente a R$ 10, é possível acariciar, alimentar ou até segurar no colo alguns filhotes de tigre.

Ativistas de direitos dos animais afirmam que, apesar dos problemas, o zoológico de Giza do Cairo melhorou nos últimos anos. O local ainda é um dos destinos mais populares entre os egípcios da capital.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host