UOL Notícias Notícias
 
15/06/2011 - 15h06

Voos voltam ao normal com reabertura de aeroportos de Buenos Aires e Montevidéu

Os dois principais aeroportos de Buenos Aires, aeroporto internacional de Ezeiza e o Jorge Newbery (Aeroparque), e o aeroporto internacional de Montevidéu estão abertos para pousos e decolagens, depois dos cancelamentos registrados desde domingo devido às cinzas do vulcão chileno Puyehue.

Segundo informações dos aeroportos argentinos, voos das companhias aéreas brasileiras TAM e GOL aterrissaram e decolaram nesta quarta-feira em Ezeiza e Aeroparque com destino ao Rio de Janeiro e a São Paulo.

Mas no site dos aeroportos foi publicada uma advertência orientando os passageiros a ligarem para a Administração Nacional de Aviação Civil (Anac) da Argentina e para as empresas aéreas, já que alguns voos podem ter sido remarcados.

Dos 41 voos que aterrissaram no aeroporto de Ezeiza até a manhã desta quarta-feira, cinco foram cancelados. As companhias aéreas LAN e Aerolíneas Argentinas informaram que voltavam a operar pela manhã, o que já tinham feito as empresas brasileiras.

Montevidéu

O aeroporto de Montevidéu também opera quase normalmente. Dos 18 voos que decolaram na manhã desta quarta, apenas três foram cancelados.

Muitos passageiros que lotavam o saguão esperavam para embarcar desde domingo, quando o espaço aéreo uruguaio voltou a ser fechado.

  • Arte UOL

    Localização do vulcão chileno Puyehue

Segundo o jornal Clarín. mais de mil passageiros argentinos estavam no aeroporto de Miami desde domingo, aguardando a reabertura dos aeroportos de Buenos Aires.

Os voos continuam suspensos para as principais cidades da Patagônia, como Bariloche, na província de Rio Negro, e Villa La Angostura, na província de Neuquén.

As operações aéreas para estas cidades foram canceladas logo depois que o vulcão entrou em erupção, no dia 4 de junho.

Segundo a Secretaria de Turismo de Bariloche, a expectativa é que os voos sejam retomados no dia 21 de junho.

Já os funcionários do Departamento Municipal de Promoção de Turismo (Emprotur) disseram à BBC Brasil que esperam que o aeroporto de Bariloche esteja liberado depois do dia 30 de junho. "Estamos monitorando a situação a cada momento. Tudo depende do comportamento das cinzas e dos ventos."

Villa la Angostura

A situação é mais critica em Villa la Angostura, que está a 40 quilômetros do vulcão. Ali, casas, hotéis, lagos, piscinas, ruas e estradas foram cobertos pelas cinzas.

O fornecimento de luz também foi afetado e as imagens pouco lembram o destino turístico que atrai principalmente as classes altas do país e do exterior.

"Ninguém governa o vulcão. Por isso, não podemos falar sobre prazos ou datas de quando a situação estará normalizada. Enquanto o vulcão continuar em atividade, não podemos prever quando a nossa temporada de inverno começará com certeza. É uma situação difícil", disse Ricardo Alonso, prefeito de Villa La Angostura.

Veja mais

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,25
    3,850
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,90
    100.303,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host