Topo

CarnaUOL

Anderson Baltar


Patrocínio para desfiles e ensaios técnicos no Rio podem sair em breve

Luciano Belford/Framephoto/Estadão Conteúdo
Mangueira se apresenta em ensaio técnico na Marques de Sapucaí, no Rio Imagem: Luciano Belford/Framephoto/Estadão Conteúdo
Anderson Baltar

Anderson Baltar é jornalista, formado pela UFRJ e tem 42 anos. Com mais de 15 anos de experiência na mídia carnavalesca, foi assessor de imprensa da União da Ilha e Império Serrano, produtor de Carnaval da TV Globo e trabalhou em coberturas de desfiles nas rádios Manchete e Tupi. Desde 2011, é âncora e coordenador da Rádio Arquibancada, web rádio com programação inteiramente voltada para o Carnaval. Em 2015, lançou o livro "As Primas Sapecas do Samba", ao lado dos também jornalistas Eugênio Leal e Vicente Dattoli.

2019-01-24T20:27:18

24/01/2019 20h27

O presidente da Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba), Jorge Castanheira, afirmou, na noite desta quarta-feira (23), que há uma luz no fim do túnel em relação aos ensaios técnicos do Carnaval do Rio de Janeiro. Após a plenária com os dirigentes das escolas, Castanheira assegurou que as negociações com patrocinadores para um aporte extra de recursos no ensaios e desfiles (veja a programação) estão bem avançadas e que, nos próximos dias, poderão chegar a um desfecho. A entidade busca captar pelas leis Rouanet e do ICMS e, de acordo com o dirigente, detalhes estão prestes a ser resolvidos.

"Dependemos de resolver uma parte burocrática que deve ser sanada nos próximos dias. Estamos em negociação com algumas empresas para conseguir os recursos necessários para o desfile e os ensaios técnicos", afirmou Castanheira. O dirigente confirmou que uma das empresas é a Light, fornecedora de energia elétrica. O investimento seria de R$ 15 milhões -R$ 1 milhão para cada escola e outro R$ 1 milhão para viabilizar os ensaios.

Castanheira relatou que o calendário dos ensaios técnicos está sendo pensado para que todas as escolas de samba sejam acomodadas a partir do segundo final de semana de fevereiro: "Dia 3 é impossível ter ensaio técnico. As escolas precisam de um tempo mínimo de preparação. Estamos na expectativa de ter, mas não contávamos com o tamanho da burocracia que estamos enfrentando com as leis de incentivo. São circunstâncias de mudança de governo. O limite para a definição dos ensaios é semana que vem".

O presidente da Liesa afirma estar otimista de que a verba suplementar para os desfiles seja captada. A realização dos ensaios depende de uma resolução rápida para que se monte um calendário em tempo hábil.

Mesmo com a possibilidade da captação, a Liesa ainda tenta obter os R$ 500 mil restantes da subvenção prometida pela prefeitura. "Estive com o presidente e com o diretor jurídico da Riotur nos últimos dias. Continuamos tentando sensibilizar o prefeito sobre o planejamento feito com R$ 1 milhão, já que isso interfere diretamente na preparação das escolas", afirmou Castanheira.

Duas rebaixadas e sorteio de jurados

O presidente da Liesa informou também que o regulamento do Carnaval 2019 foi entregue aos dirigentes e será disponibilizado no site da entidade. O rebaixamento de duas escolas e a ascensão de uma do Grupo de Acesso estão confirmados. A novidade é o sorteio de jurados antes da apuração, na Quarta-Feira de Cinzas. Seis jurados, espalhados em quatro módulos, darão as notas. O sorteio será feito dentre os julgadores das cabines 1 e 4, que possuirão, cada, dois membros. Uma nota valerá, a outra será descartada. O curso de jurados será realizado nos dias 11 e 18 de fevereiro.