Topo

CarnaUOL

Anderson Baltar


Irmão de Gabriel, o Pensador defende liberdade sexual em samba de bloco

Anderson Baltar

Anderson Baltar é jornalista, formado pela UFRJ e tem 42 anos. Com mais de 15 anos de experiência na mídia carnavalesca, foi assessor de imprensa da União da Ilha e Império Serrano, produtor de Carnaval da TV Globo e trabalhou em coberturas de desfiles nas rádios Manchete e Tupi. Desde 2011, é âncora e coordenador da Rádio Arquibancada, web rádio com programação inteiramente voltada para o Carnaval. Em 2015, lançou o livro "As Primas Sapecas do Samba", ao lado dos também jornalistas Eugênio Leal e Vicente Dattoli.

2019-02-12T20:36:22

12/02/2019 20h36

Tiago Mocotó faz uma ode à liberdade sexual e comportamental em sua nova canção, "No Calor Desse Verão - #todomundopeladao", que também teve inspiração na recente polêmica provocada pela ministra Damares Alves sobre as cores de roupas para crianças.

A música será cantada, em ritmo de samba, como o hino oficial do bloco "Volta, Alice", do qual o irmão de Gabriel, o Pensador é um dos fundadores e também puxador.

"A música surgiu por acaso, de um papo da minha mãe [a jornalista Belisa Ribeiro] com a minha filha, Maria Alice, 11 anos. Ela contou que, certa vez, sem querer, foi parar em uma praia de nudismo na Europa. Minha filha não acreditou, e eu contei para ela que a nudez é natural. Afinal, foi assim que viemos ao mundo", relata Mocotó.

Após finalizada a canção, surgiu a ideia de adaptá-la para o desfile do bloco, que sairá neste domingo, às 9h, em Laranjeiras (zona sul do Rio). "Fiz algumas adaptações na letra e na levada, já que o ritmo do samba-enredo é bem específico e a música dialoga mais com o rap. O resultado ficou ótimo, e o pessoal do bloco adorou", afirma.

A intenção, de acordo com o cantor e compositor, é levar uma mensagem de tolerância. "Eu sou uma pessoa extremamente liberal e acho que todo o mundo pode agir da forma como quiser, seja politicamente ou sexualmente. Os ânimos estão muito exaltados, e a intolerância é grande. Espero que, com bom humor, comecemos a virar esse jogo".

O clipe da música foi gravado nas ruas do Rio de Janeiro, com Tiago usando uma sunga cor da pele em pontos como a Cinelândia e o Monumento dos Pracinhas. "Pensava que fosse chocar as pessoas, mas a maioria agiu naturalmente -o que acabou fortalecendo a mensagem de que a nudez tem que ser encarada como algo comum. O único entrevero foi no monumento. Um guarda nos pediu para que nos retirássemos. Sorte que já tínhamos gravado as imagens", conta o cantor.