Topo

CarnaUOL

Ricky Hiraoka


Carnaval na Cidade: evento reúne Anitta, Alok e mais em três dias de festa

Ag.News
Anitta é um dos nomes do Carnaval na Cidade, que acontecerá em um espaço da Barra Funda Imagem: Ag.News
Ricky Hiraoka

Formado em jornalismo pela USP e pós-graduado em roteiro pela FAAP, Ricky Hiraoka foi colunista social na revista VEJA SÃO PAULO e na L'Officiel, colaborador de títulos como Glamour, Estilo e Boa Forma e apresentador da TV Marie Claire. Como roteirista, escreveu as séries Z4 (SBT/Disney), Eu, Ela e Um Milhão de Seguidores (Multishow), alem do reality show Fábrica de Casamentos (SBT/Discovery) e o humorístico Ceará Fora da Casinha (Multishow).

08/01/2019 04h00

Famosa por promover grandes baladas e por organizar o bloco Beleza Rara, que levou mais de 250 mil foliões às ruas em 2018, a agência de entretenimento Fishfire Ideas se uniu a AudioMix, empresa de gerenciamento artístico, e à agência pernambucana Carvalheira para criar o Carnaval na Cidade, que promete ser a grande novidade da capital paulistana. O evento está marcado para os dias 2, 3 e 4 de março e nasce com o desejo de trazer para São Paulo um pouquinho do Carnaval de diferentes regiões do Brasil.

"Nossa intenção é recriar o clima de Olinda e do Rio de Janeiro em São Paulo", conta Victor Carvalheira, um dos idealizadores do projeto. Para isso, durante a programação, vão ter interações culturais que lembrem os carnavais de diferentes partes do Brasil, como apresentação de blocos cariocas e performances de frevo e maracatu. "Só não conseguimos ainda trazer o axé da Bahia para nossa festa, já que vamos competir diretamente com Salvador", explica Gui Teixeira, um dos
organizadores.

O Carnaval na Cidade acontecerá num espaço da Barra Funda com capacidade de receber até 5 mil pessoas por dia. As atrações são as mais variadas possíveis e contemplam diversos gêneros musicais. Do sertanejo ao eletrônico, tem de tudo: Anitta, Alok, Matheus e Kauan, Atitude 67, Dennis DJ, Bruninho e Davi e duo de DJs sul africanos GoldFish. Para curtir os três dias de folia, é preciso desembolsar 650 reais. O preço, segundo os organizadores, é o mais baixo possível.

"Carnaval é o momento de todos estarem juntos. Não queremos elitizar, nem segmentar. Por isso, estabelecemos um valor mínimo para ter artistas de sucesso, estrutura climatizada e bebida boa à vontade", garante Gui Teixeira.