Topo

CarnaUOL

Blocos de rua


"Momento é de ocupar espaços públicos", diz folião no centro de São Paulo

Mateus Araújo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/02/2019 08h38

Um domingo ensolarado, aos 30 graus, pode ser um ótimo convite para Carnaval. E assim o foi, em mais uma prévia da folia em São Paulo, com a junção de três dos principais blocos da cidade. 

Na praça de República, no centro, o Acadêmicos Baixo Augusta deu início às sua prévias recebendo como convidados o Ilú Oba de Min e o Tarado Ni Você. Uma multidão de gente tomou o espaço em frente à Secretaria de Educação do Estado. 

A radialista Mayara Galli investiu na sua fantasia. Vestida de noiva meio gótica, foi à festa curtir o pré-carnaval. "Acho que a gente devia se fantasiar o ano inteiro", brinca ela, que a cada final de semana cria uma fantasia nova para curtir o período que antecede o carnaval. 

Para o professor Felipe Almeida, sair de casa neste domingo é uma boa forma de comemorar a vida. "Estamos vivendo momento tão difíceis, que assim é uma forma de celebrar", afirma. É mesmo com o calor, ele dá um jeito: "trá: eu sempre trago leque. Compra três por Carnaval, e até lá já tem acabado", brinca, abrindo o leque. 

O calor também não impediu que a atriz Fernanda Lopes de Oliveira curtisse a festa. "Trouxe a sombrinha com medo da chuva, ma ajudou para proteger do sol", diz. "Esse é um momento importante, de a gente ocupar o espaço público. E vou sempre que posso."

O Bloco

Este foi o primeiro dia de ensaio do Acadêmicos do Baixo Augusta, que neste ano completa 10 anos de criação, e leva para às ruas o tema "Que País é Esse"

Um dos maiores blocos do Carnaval de rua da cidade, este ano ano o Baixo Augusta fará uma série de ensaios na praça da República, aberto ao público. 

"Começamos com a intenção de fortalecer a ideia de ocupar a rua. É isso é político: se encontra no espaço livre", diz Leo Madeira, um dos fundadores do bloco.