Topo

CarnaUOL

Rio de Janeiro


"Sei que isso é irritante, mas tenho uma boa genética", diz Deborah Secco

Roberto Filho/Brazil News
Deborah Secco é eleita rainha do Baile do Copa Imagem: Roberto Filho/Brazil News

Carolina Farias

Do UOL, no Rio

2019-02-04T13:20:56

04/02/2019 13h20

Deborah Secco recebeu nesta segunda-feira (4) a faixa de rainha do Baile do Copa, festa tradicional do Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, e confessou que está correndo para recuperar a forma para o grande dia.

"Eu não estava em um bom momento quando me chamaram. Estava há dois meses de férias. Desde que eu soube estou tentando voltar aos exercícios, que não faço já há uns três anos e tentar comer melhor. Mas tenho uma boa genética. De fato sei que é irritante ouvir isso, mas é verdade", afirmou a atriz, que acabou de divulgar um ensaio social ousado com o tema do baile "Dolce Carnevale", com inspiração na Itália.

"É real. Na vida nunca tive muita disciplina. Já malhei muito. Muito do corpo que eu tenho é fruto de trabalhos que fiz que me exigiram horas de academia. Na Natalie Lamour [Insensato Coracao] eu ia duas vezes por dia na academia. Não por mim, pela personagem. Não sou muito preocupada", afirmou.

Deborah se define em uma ótima fase pelo momento pessoal que vive ao lado do marido Hugo Moura e Maria Flor, de 3 anos.

"[Beleza] Isso é o que menos imprime. Quando a gente está feliz acaba imprimindo linda. A alegria que acho que me faz ser considerada uma mulher bonita. Não me vejo muito assim. Sou muito grata e feliz com minha vida. Depois que minha filha nasceu estou na minha melhor fase. A fase em que me completei. Eu era muito realizada profissionalmente mas com uma lacuna faltando completar na minha vida pessoal e hoje graças a Deus tenho um marido incrível, uma filha e uma família linda. Isso me deixou mais profunda e as mulheres profundas são muito mais interessantes do que as mulheres rasas".

Quando contou para a filha que seria a rainha do baile a menina se animou. "Ela logo falou 'então eu serei a princesa'. Nunca fui rainha de nada, mas brincar de ser rainha do Copa vai ser realmente uma delicia", disse Deborah.

Segundo a atriz, a menina vive em constante clima de carnaval porque gosta de se fantasiar de personagens de animação, como as princesas da Disney, por exemplo.

"Ela gosta de andar fantasiada todos os dias, vive nesse mundo todo dia. Carnaval faz ela se sentir mais normal. Nos bloquinhos eu ando mascarada, mas agora com ela também estou começando a esconder. Mas a gente lida bem com isso. Não dá pra parar a vida porque somos pessoas públicas e faço questão de fazer tudo com ela".

Deborah recebeu a faixa de rainha de Isis Valverde, que falou sobre o que simbolizou a ela o título.

Roberto Filho/ Brazil News
Isis Valverde passa a faixa de rainha do Baile do Copa para Deborah Secco Imagem: Roberto Filho/ Brazil News

"O Copa tem uma presença na minha vida. Conheci meu marido aqui. E a gente fez um ano de relacionamento aqui. Se bobear fizemos o bebê aqui porque casa com a data[do baile]. Acho que foi muito intenso. É um hotel que faz parte de nossa história de verdade".

Isis disse que aproveitar o Carnaval mesmo com os cuidados de mãe com Rael, mas que o pequeno ainda não vai para a folia com ela.

"Ainda não posso levá-lo porque tem dois meses e meio. Mas comprei coisinhas, um macacãozinho de ursinho. Devo ir em camarote alguns dias na Sapucaí, mas ele por enquanto vou deixá-lo quietinho. Só agora no meu aniversário que vou levá-lo para a Bahia", contou a atriz.

A diretora-geral do Copacabana Palace, Andréa Natal, informou que os convites para o baile são vendidos e que os participantes devem usar fantasia ou black tie.

"Não tem quem não ame a Itália. Comida italiana é muito apreciada. Na moda a maioria das marcas são italianas Gucci, Prada, Versace, Valentino. É um baile muito feminino, a animação são as mulheres que adoram vir de luxo ou black tie. Essa ano vai ter muito black tie porque a ideia é que as pessoas tirem dos armários vestidos vintage Dolce, um Prada e que possam até customizar esse vestido, fazer uma brincadeira para o vestido. Ou criar uma fantasia", explicou Andréa.

Mais Rio de Janeiro