Topo

CarnaUOL

Blocos de rua


Bloco em homenagem a Maria Bethânia anima paulistano na hora do rush

Diego Padgurschi/UOL
Bloco Explode Coração homenageia Maria Bethânia Imagem: Diego Padgurschi/UOL

Mateus Araújo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

2019-02-08T21:57:18

08/02/2019 21h57

A publicitária Maria Eduarda Queiroz, 27 anos, tinha acabado de sair do trabalho, na avenida Paulista, quando deu de cara com um bloco no Mirante 9 de Julho, atrás do Masp. "Me chamou a atenção ver tanta gente. E, quando entendi que era um bloco em homenagem a Maria Bethânia, decidi parar. Eu adoro os Doces Bárbaros", diz, rindo. 

O bloco em questão é o Explode Coração, criado em 2017, em homenagem a Bethânia. No repertório, unicamente canções que marcam a trajetória de 52 anos da cantora baiana. Clássicos como "Reconvexo", "Abelha Rainha" e "Tigresa" ganharam releituras em ijexá, axé e frevo.

"Acho legal a possibilidade de ouvir Maria Bethânia no contexto de Carnaval. Ela representa muito o Brasil, nosso jeito de festejar as coisas", diz Maria Eduarda. 

No caso do advogado Paulo Trindade, 42 anos, o bloco não foi uma surpresa. "Eu adoro o Explode Coração, sempre estou no bloco", conta. "Combinei com dois amigos de trabalho para sair mais cedo e curtir o happy hour aqui. A gente já está ansioso para o Carnaval, e cada festa e prévia ajudam na animação."

A apresentação do bloco começou às 19h. Da escadaria do Mirante, o público assistiu ao show, tendo como cenário, ao fundo, a movimentada avenida Nove de Julho. "Só mesmo Maria Bethânia para dar poesia a esse trânsito", brinca Paulo Trindade. 

Alteza 

Essa foi a primeira prévia do Explode Coração, antes do Carnaval. Nos próximos dias 15 e 21 de fevereiro, o bloco dá mais duas festas -ambas fechadas. E no dia 3 de março, sai em desfile no bairro de Santa Cecília, na região central de São Paulo (confira a programação dos blocos de São Paulo). 

"Nós crescemos bastante, de um jeito muito rápido. No primeiro ano, foram 10 mil pessoas; no segundo, 30 mil. Neste ano, esperamos 70 mil", conta o ator Cleber D'Nuncio, 40 anos, vocalista do bloco. 

Em 2019, o grupo tem como tema "Alteza Tropical no País das Bananas", em referência ao disco "Alteza", lançado por Maria Bethânia em 1981. "A cada ano, sempre buscamos homenagear um disco lançado por ela. E esse tem tudo a ver com o momento atual que nosso país vive, de repressão e conservadorismo", explica D'Nuncio. 

Mais Blocos de rua