PUBLICIDADE
Topo

Rio de Janeiro

Com chuva, musa do Rio diz: "Não tem problema se a tinta do corpo sair"

Lu Lobo, musa da Unidos da Ponte, escola que desfila pelo Grupo de Acesso do Rio - Monique Arruda/UOL
Lu Lobo, musa da Unidos da Ponte, escola que desfila pelo Grupo de Acesso do Rio Imagem: Monique Arruda/UOL

Monique Arruda

Colaboração para o UOL, do Rio

01/03/2019 23h47

A Unidos da Ponte abriu o desfile do Grupo de Acesso na Marquês de Sapucaí hoje, debaixo de chuva. Lu Lobo, musa do escola, entrou na avenida com o corpo todo pintado. Mas a preocupação de todos, não era a dela.

"Não estou com medo de a chuva tirar a tinta do meu corpo. A pintura foi feita por um artista plástico maravilhoso, que me garantiu que não vai sair. Mas se a tinta sair não tem problema, é Carnaval. O meu tapa sexo já é tamanho PP, não tem problema se aparecer o resto", brincou a musa.

A escola reeditou o enredo "Oferendas", de 1984, um dos mais marcantes da escola. Os carnavalescos são Rodrigo Marques e Guilherme Diniz.

Chuvas fortes

A forte chuva que atingiu o Rio de Janeiro na noite de hoje alagou a avenida Marquês de Sapucaí e atrasou o acesso de grande parte dos espectadores ao sambódromo. A cidade segue em estado de atenção, de acordo com o Centro de Operações da Prefeitura. Funcionários da prefeitura trabalharam no escoamento de água que acumulava na passarela com água na altura do joelho.

Por causa do alagamento, a Lierj (Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro) atrasou o início do desfile da Unidos da Ponte. A apresentação da escola começaria às 22h30.

Integrantes da Unidos da Ponte chegaram ao sambódromo com o desfile já em andamento também por causa da chuva. Os setores 5, 7 e 9 da Sapucaí estavam praticamente vazios, apesar da boa venda de ingressos. Ao longo da avenida, era possível ver partes de fantasias que se descolaram por causa da chuva. Integrantes da comissão de frente da escola chegaram com 20 minutos de desfile.

* Com colaboração de Gabriel Sabóia, do UOL

Rio de Janeiro