Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/ciencia/album/2015/09/27/fenomenos-celestiais-vistos-da-terra.htm
  • totalImagens: 12
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20150927060000
Fotos

LUA SANGRENTA - Este é o nome dado ao eclipse lunar que dá uma coloração vermelha à Lua. O eclipse lunar acontece quando a Terra se posiciona exatamente entre o Sol e a Lua, bloqueando os raios solares. Quando o nosso planeta projeta apenas uma sombra na Lua, ela fica avermelhada por ser atingida pela passagem da luz solar através da atmosfera da terra, o que resulta na 'Lua de Sangue' Reprodução Mais

A 'Lua Sangrenta' apareceu em outubro de 2014, na imagem, sobre o céu da Cidade do México durante o eclipse lunar total Bernardo Maldonado/Xinhua Mais

LUA AZUL - Este momento acontece quando em um mesmo mês a Lua fica cheia duas vezes. De acordo com a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), o evento acontece em intervalo de cerca de dois anos. Apesar do apelido, é improvável que o satélite fique com uma cor azulada. Acredita-se que o fenômeno ficou com esse nome graças a um astrônomo que, em 1946, publicou um texto nos Estados Unidos usando essa expressão para a segunda Lua cheia em 30 dias Emerson de Oliveira/via WhatsApp Mais

Em julho de 2015 um avião ganhou altitude e cruzou em frente à 'Lua Azul' na região de Jersey City, nos Estados Unidos Julio Cortez/AP Mais

SUPER LUA - Quando a Lua atinge o ponto em sua orbita mais próximo da Terra, a 'Super Lua' aparece no céu. O que acontece é que a órbita do satélite natural não é um círculo perfeito. Assim, tem um ponto em que a Lua fica mais perto do nosso planeta, chamado de perigeu. A proximidade faz com que o satélite fique 14% maior e 30% mais brilhante do que quando a Lua está em seu apogeu, ponto da órbita mais distante da Terra Ethan Miller/Getty Images/AFP Mais

A 'Super Lua', também conhecida como 'Lua de Mel', inspirou casais em agosto de 2015 na cidade de São Paulo. O evento acontece quando há dois períodos de lua cheia no mesmo mês Levi Bianco/Estadão Conteúdo Mais

ESTRELAS CADENTES - A chuva de meteoros é um fenômeno celeste que acontece quando um grupo de meteoros irradia o mesmo ponto no céu. Os meteoros são pequenos detritos celestes que queimam parcialmente ou totalmente ao entrar na atmosfera terrestre, devido ao atrito e ao contato com o oxigênio. Esses corpos entram na atmosfera com velocidade muito alta e acabam deixando um rastro luminoso no céu, que chamamos de estrela cadente Reprodução Mais

CÉU COLORIDO- A beleza da aurora boreal ocorre nas regiões polares do norte do planeta Terra e pode ser vista durante a noite ou final da tarde. O mesmo evento em latitudes do hemisfério sul é conhecido como aurora austral. O fenômeno é causado por partículas carregadas de gás que são expelidas do Sol e chegam à Terra na forma de vento solar, interagindo com o campo magnético do planeta e formando um show de cores no céu. As cores dependem do tipo de gás, sendo que a do oxigênio é possível gerar verde e vermelho, e do nitrogênio aparece o lilás e o azul Rune Engebo (Noruega) Mais

RISCO BRILHANTE - O cometa é um pequeno corpo do Sistema Solar composto por basicamente gases e poeira congelados que gira em torno do Sol. Se o cometa for pequeno, dificilmente ele sobreviverá a sua passagem pelo Sol enquanto completa uma órbita, pois seu material evapora e ele se desintegra. Porém, existem os corpos que sobrevivem a passagem ao Sol e ficam visíveis a olho nu se forem brilhantes o suficiente e estiverem passando perto da Terra, como o famoso cometa Halley Observatório de Harvard/SPL Mais

ESCURIDÃO MOMENTÂNEA - Os eclipses solares ocorrem quando a Lua fica posicionada entre a Terra e o Sol, e acaba ocultando a luz solar. Como a Lua é menor que o astro rei, ela não consegue cobri-lo de fato. O que ocorre é que a distância entre os dois astros e a Terra é muito grande e, devido ao posicionamento, há uma ilusão de que Lua e Sol ficam do mesmo tamanho Eric Adams/AP Mais

BALÉ CÓSMICO - A conjunção entre planetas, na imagem enter Vênus, Marte e Júpiter, é um evento que empolga os entusiastas de astronomia e ocorre quando há um encontro relativamente raro entre os planetas que é possível ser visto da Terra, pouco antes do nascer do Sol, na direção leste. O trio formou um pequeno triângulo de pontos brilhantes no céu Warren Clarke/EFE Mais

ENCONTRO COM A LUA - Vênus é o planeta que possui a órbita mais próxima à da Terra. Nem sempre ele está ao lado da Lua, mas esses dois corpos podem ser vistos juntos com alguma frequência por quem costuma observar o céu. Como Vênus está mais perto do Sol que a Terra, o período que ele leva para dar uma volta ao redor da estrela é menor que o nosso. Um ano de Vênus dura apenas 225 dias, então, seu movimento no céu, quando observado da Terra, repete-se mais rapidamente que o dos outros planetas Fabio Gomes/Futura Press Mais

Fenômenos celestiais vistos da Terra

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE UOL CIÊNCIA

UOL Cursos Online

Todos os cursos