Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/ciencia/album/2016/02/15/quer-sensacoes-eletricas-museu-produz-o-encontro-entre-o-homem-e-o-raio.htm
  • totalImagens: 8
  • fotoInicial: 3
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20160215142431
    • Belarus [5202];
    • Ciência e Saúde [76752]; Eletricidade [26160]; Ciência [45097];
Fotos

15.fev.2016 - Um museu em Belarus é mesmo eletrizante. Os visitantes interagem com os raios elétricos que ricocheteiam no ar Tatyana Zenkovich/Efe Mais

15.fev.2016 - O museu de ciências de Minsk, capital de Belarus, possui uma atração que produz descargas de eletricidade a partir de uma bobina de Tesla. Na imagem, o engenheiro Oleg Melnik, funcionário do museu, usa objetos iluminados, criando efeito de luz próximo a raios elétricos Tatyana Zenkovich/Efe Mais

15.fev.2016 - A bobina de Tesla, utilizada na descarga de energia elétrica do museu de ciências de Minsk, é um transformador que possui estrutura simples mas consegue gerar uma tensão elétrica alta. Na imagem, o engenheiro Oleg Melnik, funcionário do museu, recebe uma descarga elétrica em sua "armadura" Tatyana Zenkovich/Efe Mais

15.fev.2016 - A engenhoca utilizada para produzir faíscas no museu de Minsk, em Belarus, foi inventada por Nikola Tesla por volta de 1890. Quem visita o museu pode ficar em uma jaula para sentir a sensação de ser bombardeado pelo raio Tatyana Zenkovich/Efe Mais

15.fev.2016 - Bobinas de Tesla já foram usadas em transmissores de rádio e geradores de alta tensão. Hoje, muitos museus de ciência utilizam o aparelho em demonstrações sobre eletricidade, gerando faíscas elétricas que podem ter vários metros de comprimento. Na imagem, o engenheiro Oleg Melnik, funcionário do museu, recebe uma descarga elétrica em sua "armadura" Tatyana Zenkovich/Efe Mais

15.fev.2016 - Os raios da bobina de Tesla são produzidos a partir da variação de tensão entre duas bobinas. As bobinas são formadas por muitos fios enrolados. Na imagem, o engenheiro Oleg Melnik, funcionário do museu, recebe uma descarga elétrica em sua "armadura" Tatyana Zenkovich/Efe Mais

15.fev.2016 - O ar se torna condutor de eletricidade a partir do momento que a tensão acumulada ultrapassa milhões de volts. Na imagem, raios elétricos são atraídos pelo toque do engenheiro Oleg Melnik, funcionário do museu, em proveta com água Tatyana Zenkovich/Efe Mais

15.fev.2016 - Só uma coisa pode ser mais eletrizante que os raios produzidos pela bobina de Tesla no museu de ciências de Minsk, em Belarus. E o casal da foto sabe disso Maxim Malinovsky/AFP Mais

Quer sensações elétricas? Museu produz o encontro entre o homem e o raio

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE UOL CIÊNCIA

UOL Cursos Online

Todos os cursos