Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/ciencia/album/2016/09/01/veja-o-album-de-ciencia-do-mes-setembro2016.htm
  • totalImagens: 30
  • fotoInicial: 30
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20160901100929
Fotos

NOVINHAS - O satélite europeu Planck, lançado em 2009 com a missão de detectar o rastro da primeira luz emitida depois do Big Bang, revelou que as estrelas do Universo começaram a se formar mais tarde do que o previsto em observações anteriores. A nova análise feita por radiação eletromagnética em micro-ondas (foto) mostra que as primeiras estrelas surgiram 700 milhões de anos depois da formação do Universo, cuja idade remonta a 13,8 bilhões de anos. Foram necessários centenas de milhões de anos entre a formação dos primeiros átomos de hidrogênio que dariam origem a primeira geração de estrelas do Universo ESA Mais

ANEL DE LUZ - Um eclipse solar foi visualizado em Saint-Louis, na ilha de Reunião, no oceano índico. O fenômeno conhecido como eclipse solar anular acontece quando a lua se move e cobre a luz solar, formando um "anel" luminoso Richard Bouhet/AFP Mais

EXPLOSÃO DE FOGUETE - Uma explosão destruiu o foguete Falcon 9, da companhia SpaceX, durante teste de lançamento de rotina em Cabo Canaveral, na Flórida Marcia Dunn/ AP Mais

MUMIFICADO - Corpo mumificado encontrado em junho de 2015 no Pico de Orizaba, a montanha mais alta do México, está sendo exibido no museu Casa La Magnolia, em Ciudad Serdán, no centro do país. O corpo, do qual se desconhece a identidade, tem aproximadamente 50 anos e poderia estar mumificado há mais de 15 Casa La Magnolia/Divulgação Mais

NADA IGUAL A JÚPITER NO SISTEMA SOLAR - Em imagens feitas pela sonda Juno, a Nasa descreve que o Polo Norte de Júpiter é "diferente de qualquer coisa encontrada no Sistema Solar". A foto mostra sistemas de tempestade e atividade climática, o que não havia sido visto em nenhum dos gigantes gasosos em nosso sistema. Os cientistas ainda citam outros elementos "únicos" encontrados nas primeiras imagens, como a falta de um hexágono no Polo Norte, como ocorre em Saturno. A Juno continua investigando o planeta e os astrônomos estão mais ansiosos ainda pelas próximas fotos NASA/JPL-Caltech/SwRI/MSSS Mais

FÓSSIL LIBERADO - O monstro marinho do lago Storr, que viveu há 170 milhões de anos, saiu do anonimato meio século depois de sua descoberta. O fóssil desta criatura do Jurássico com ventre volumoso, olhos esbugalhados e uma cabeça com um grande bico dotado de centenas de dentes, foi descoberto em 1966 na ilha escocesa de Sky. Mas "durante meio século o museu [nacional da Escócia] o manteve resguardado porque não possuíamos as técnicas necessárias para soltá-lo da imensa rocha que o envolvia e, assim, poder estudá-lo", explicou Steve Brusatte da Universidade de Edimburgo. Agora, Nigel Larkin, especialista restaurador de fósseis, liberou o monstro da rocha na qual estava preso há milhões de anos Todd Marshall/AFP Mais

DE VOLTA À TERRA - A cápsula espacial Soyuz TMA-20M contendo três astronautas - o norte-americano Jeff Williams, e os russos Oleg Skriprochka e Alexey Ovchinin, desce em direção à Terra por um paraquedas. O grupo de astronautas estava na Estação Espacial Internacional e pousou com segurança no Cazaquistão. O norte-americano Williams bateu o recorde de permanência de um astronauta no Espaço durante sua missão Ingalls/NASA/Handout via Reuters Mais

UMA OSTRA ESPACIAL - Esta imagem fantástica flagrada pelo telescópio Hubble mostra o que os cientistas apelidaram de uma "ostra espacial" contendo uma "pérola" dentro. Ela mostra o que foi chamado de Nebulosa da Ostra (antes conhecida por NGC 1501), uma nuvem que fica a 5 mil anos-luz da Terra, na constelação de Camelopardalis. A nebulosa planetária é uma gigante nuvem de poeira e gases com carga elétrica. O ponto amarelo no centro é a estrela da nebulosa, que lembra muito uma "pérola" ESA/Hubble & NASA Mais

ÍNDIA EM ÓRBITA - O foguete GSLV-F05, da Organização de Pesquisa Espacial Indiana, teve sucesso e conseguiu colocar o satélite INSAT-3DR em órbita. Cientistas esperam que o satélite ajude a fornecer uma variedade de serviços meteorológicos para o país Arun Sankar/ AFP Mais

VISITANDO O INIMIGO - Foguete da Nasa levando a sonda OSIRIS-REx é lançado no Cabo Canaveral, na Flórida, nesta quinta (8). A missão visitará o asteroide chamado Bennu -- nome dado por um garoto de nove anos de idade da Carolina do Norte (EUA). O corpo celeste é antigo e pode guardar parte dos segredos da formação da Terra. Bennu também chama a atenção pelo risco que traz ao nosso planeta. Ele passa pela Terra a cada seis anos, tão perto que os cientistas atribuem a ele uma chance de uma em 2.700 de nos atingir nos próximos dois séculos Joel Kowsky/Nasa Mais

STAR TREK DA VIDA REAL - Para homenagear o 50º aniversário da série de televisão "Star Trek", a Nasa (Agência Espacial Americana) divulgou uma imagem do telescópio Spitzer comparando parte da Nebulosa da Formiga com naves do programa. No rascunho é possível ver, à direita, a silhueta da clássica Enterprise, do Capitão Kirk, como se estivesse saindo da nebulosa. Já à esquerda, a silhueta da sucessora Next Generation voa na direção oposta Nasa/ JPL-Caltech Mais

ESCULTURAS MARCIANAS - A sonda Curiosity, da Nasa, divulgou novas imagens coloridas da superfície de Marte. Desta vez, a câmara do robô mostrou belas imagens de rochas em camadas na região de Murray Buttes em Mount Sharp. As rochas que lembram parques geológicos da Terra foram formadas a partir de restos de arenito depositados pelo vento, em um fenômeno parecido com o que acontece com as dunas de areia Nasa Mais

GIGANTE DO ESPAÇO - A empresa Blue Origin quer colocar no espaço um foguete reutilizável que chama atenção pelo seu gigantismo. Seus três módulos alcançam 95 metros de altura, com 7 metros de diâmetro. Ele fica atrás apenas do maior foguete já produzido, o Saturn V, usado na missão Apollo 11, que levou o homem à Lua. O Saturn V, aposentado em 1973, tinha 110 metros de altura. O dono da Blue Origin, Jeff Bezos, anunciou o novo foguete divulgando esse gráfico comparativo. O New Glenn, como foi batizado, possui uma boa propulsão, capaz de missões arrojadas. Contudo, ele fica atrás do Saturn V e de outros foguetes nesse quesito. Os fabricantes esperam que ele viaje para o espaço até o final deste década Blue Origin Mais

RUMO À ESCURIDÃO - Imagem feita pelo telescópio de longo alcance do ESO (Observatório Europeu do Sul) mostra a galáxia Markarian 1018, uma "galáxia ativa" (que libera energia e matéria) com um buraco negro supermassivo em seu núcleo (que consome a energia produzida). Devido ao brilho liberado nessa interação entre o buraco negro e o que está ao seu redor, essas galáxias costumam ser um dos pontos mais brilhantes do universo. Os astrônomos observaram uma redução rápida no brilho da Markarian 1018 e chegaram à conclusão de que sua produção de energia "extra" está se esgotando, levando ao enfraquecimento do buraco negro Cars/ESO Mais

GROENLÂNDIA - O projeto IceBridge, da Nasa (Agência Espacial Americana), realizou uma análise do gelo polar na região da Groenlandia. A imagem capturada mostra o sol brilhando na geleira Steenstrup. O IceBridge é a maior pesquisa aérea das camadas de gelo do mundo, realiza medições anuais da elevação das geleiras na Antártica e na Groenlândia Nasa Mais

LAGOS DE MARTES SÃO MAIS RECENTES DO QUE PENSÁVAMOS - Alguns lagos de Marte foram formados muito depois do que cientistas acreditavam ser possível. A nova análise, feita a partir de dados da NASA's Mars Reconnaissance Orbiter, apontou que Marte teve um período úmido entre dois bilhões e três bilhões de anos atrás, muito depois do que os cientistas acreditavam que o planeta havia perdido sua atmosfera e se tornado gelado (há 3,7 bilhões de anos). Isto também significa que o planeta pode ter tido formas de vida por mais tempo do que se imaginava. Entre os novos lagos descobertos, está um maior do que os Grandes Lagos dos Estados Unidos NASA/JPL-Caltech/ASU Mais

CÂNIONS DE TITÃ - Terreno recortado pela ação de mares e rios passando entre desfiladeiros. A imagem poderia ser de alguma região da Terra, mas é de Titã, a maior lua de Saturno. Os mares, rios e lagos de metano do satélite natural provocam a erosão da superfície. No quadrante superior esquerdo da imagem, feita pela sonda Cassini, é possível ver o rio Vid Flumina, que flui para o mar Ligeia (mancha escura na direita). Pesquisadores revelaram que os canais do Vid Flumina possuem pouco menos de um quilômetro de largura, até 570 metros de profundidade e declives superiores a 40°. Descobrir como eles se formaram pode ajudar a entender processos geológicos semelhantes na Terra JPL-Caltech/Nasa Mais

SEGREDO DOS PEQUENOS ANÉIS - Pesquisadores esclareceram o mistério sobre a origem dos anéis recentemente descobertos em torno de dois pequenos astros que orbitam o Sol entre Júpiter e Netuno - são chamados de centauros. Em 2014, foram observados pela primeira vez anéis nos centauros Chariklo (acima, a imagem artística) e Chiron. Com simulações feitas por computador, os cientistas concluíram que os anéis são formados por fragmentos atraídos pela força gravitacional dos gigantes vizinhos. Estima-se que existem cerca de 44 mil centauros, todos podendo ter anéis como Chariklo ESO Mais

ESQUELETO ACHADO EM FAMOSO NAUFRÁGIO - Restos humanos bem preservados de 2.000 anos atrás foram achados no famoso naufrágio de um barco, perto de uma ilha grega, que carregava o "computador mais antigo do mundo", segundo publicou a revista Nature. O barco é famoso por carregar a "Máquina de Anticítera", um dos dispositivos tecnológicos mais antigos do mundo destinado à navegação e a eventos astronômicos, e outros tesouros descobertos no último século. O esqueleto achado agora inclui partes de um crânio com três dentes, dois ossos dos braços, pedaços de costelas e dois fêmures de um jovem. Pesquisadores esperam extrair DNA para entender melhor as pessoas a bordo do naufrágio Brett Seymour/EUA/WHOI/ARGO Mais

MOTOR NOVO - A Coreia do Norte testou um novo motor de foguete espacial que permitirá o lançamento de vários tipos de satélite. O novo teste acontece menos de duas semanas depois de o país ter anunciado êxito em teste com uma ogiva nuclear que pode ser colocada num míssil. Os dois testes podem indicar que o país se aproxima do objetivo de desenvolver um míssil nuclear que possa atingir o território continental dos Estados Unidos KCNA Mais

NUVEM IMPOSSÍVEL - Cientistas da Nasa (Agência Espacial Americana) encontraram uma nuvem de gelo na lua Titã, em Saturno. A descoberta intrigou os cientistas uma vez que a estratosfera da Titã é tão seca quanto um deserto, o que tornaria difícil o processo de condensação. A nuvem é feita de um composto de carbono e nitrogênio conhecido como dicyanoacetylene (C4N2). De acordo com os pesquisadores, a aparência dessa nuvem de gelo vai contra tudo que já foi descoberto sobre a formação de nuvens em Titã Nasa Mais

NOVO PLANETA QUE ORBITA DUAS ESTRELAS - A Nasa anunciou a descoberta de mais um planeta em nosso vasto Universo. Com o auxílio do telescópio Hubble e um truque da natureza, a agência confirmou a existência de um planeta orbitando duas estrelas em um sistema a 8 mil anos-luz da Terra. O achado representa a primeira vez que um sistema deste tipo é identificado com o auxílio da microlente gravitacional. Tal efeito é um fenômeno astronômico que ocorre quando a gravidade de uma estrela em primeiro plano amplifica a luz de uma estrela de fundo que momentaneamente se alinha com ela. A ampliação da luz pode revelar pistas sobre a estrela em primeiro plano e planetas ao redor NASA, ESA, and G. Bacon (STScI) Mais

24.set.2016 - Foto divulgada pelo Dartmouth College mostra a Titan arum, mais conhecida como flor-cadáver, que floresceu em Hanover, nos Estados Unidos. A planta abre durante apenas 48 horas e exala perfume que os botânicos costumam classificar como carne apodrecida Robert Gill/Dartmouth College Mais

ONDE POUSAR EM MARTE - Esculpido pela água que um dia existiu na superfície de Marte, Mawrth Vallis é considerado um dos lugares do planeta vermelho com potencial de ter abrigado vida, há 3,6 bilhões de anos. Um dos maiores vales de Marte, possui 600 km de extensão e até 2 km de profundidade. As rochas escuras na foto feita pela sonda Mars Express da ESA (agência espacial europeia) são restos de cinza vulcânica. Cientistas acreditam que elas podem conter vestígios de micro-organismos. Pela atratividade que exerce em geólogos e astrobiólogos, o local é candidato a pauso na ExoMars 2020, missão conjunta entre a ESA e a Rússia que tentará descobrir se exisitu vida em Marte ESA Mais

ATIVIDADE TECTÔNICA EM MERCÚRIO AGORA - Um estudo divulgado nesta segunda na revista Nature indica que Mercúrio, o menor planeta do Sistema Solar, ainda sofre com ações tectônicas. A pesquisa relata a descoberta de pequenas escarpas em magnitude menor do que as largas escarpas já identificadas no planeta. Estas escarpas têm algumas dezenas de metros de relevo, poucos quilômetros de comprimento e são comparáveis com jovens escarpas da Lua. O tamanho diminuto e a aparência primitiva sugerem que as escarpas têm menos de 50 milhões de anos. Isto, somado a evidências de atividade recente nas falhas de terreno maiores (de bilhões de anos), sugere que Mercúrio ainda está em atividade tectônica e que o interior do planeta segue esfriando Reprodução/Nature Mais

ARCOS GELADOS - A sonda Cassini da Nasa (Agência Espacial dos Estados Unidos) captou o brilhante disco de Saturno, cercado por anéis gelados. A sonda captou ainda delicadas linhas curvas no planeta JPL-Caltech/Space Science Institute/Nasa Mais

LUA DE JÚPITER PODE EMITIR VAPOR DE ÁGUA - A Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) anunciou nesta segunda-feira (26) que Europa, uma das mais intrigantes luas de Júpiter, pode emitir vapores de pluma de água (uma espécie de gêiser). A descoberta foi feita por astrônomos a partir de observações do telescópio Hubble e aumenta a possibilidade da misteriosa lua conter formas de vida. Uma missão pode colher amostras da lua sem precisar pousar e perfurar o duro gelo que cobre o corpo celeste. NASA/ESA/W. Sparks (STScI)/USGS Astrogeology Science Center Mais

A GRANDE FORÇA GRAVITACIONAL DE PANDORA - A Nasa divulgou esta imagem do aglomerado de estrelas Abell 2744, também chamado de Pandora. A gravidade deste aglomerado é tão forte que consegue ampliar imagens magníficas de galáxias que estão ao fundo do aglomerado. O efeito, chamado de "lente gravitacional", possibilita esta imagem. Os pontos luminosos difusos são as galáxias massivas no núcleo do aglomerado. Os astrônomos se debruçarão sobre a foto em busca dos raios fracos de luz, que são de galáxias mais distantes NASA/JPL-Caltech Mais

MISSÃO COMPLETA- A sonda Rosetta pousou com sucesso no dia 30.setembro, no cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko. A aterrissagem põe fim a uma missão de mais de uma década da ESA (Agência Espacial Europeia) vista como sucesso científico e de público, e que abre o caminho para futuros horizontes Twitter/ESA Rosetta Mission Mais

BRILHA MUITO - Uma equipe de cientistas da Nasa descobriu a primeira estrela binária de raios-gama localizada em outra galáxia usando o telescópio espacial Fermi Gamma-ray. O sistema formado por duas estrelas, apelidado de LMC P3, produz uma inundação cíclica de raios gama, a mais alta forma de energia da luz. A estrela (ponto branco no meio do círculo) foi encontrada em uma supernova na Nuvem de Magalhães, uma pequena galáxia a 163 mil anos-luz de distância da Terra Nasa Mais

Veja imagens de ciência do mês (setembro/2016)

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE UOL CIÊNCIA

UOL Cursos Online

Todos os cursos