Escaravelho usa estrelas da galáxia como orientação, diz estudo

Escaravelhos usam a luz emitida pela Via Láctea para rolar as preciosas bolas de fezes das quais se alimentam para longe de seus competidores, segundo artigo publicado na revista norte-americana Current Biology.

Mesmo possuindo um cérebro minúsculo e enxergando mal, estes besouros usam o gradiente progressivo da luz dos céus, emitido pela massa estelar da galáxia, para garantir o transporte do alimento em linha reta e não no caminho de um rival, de volta ao monte de esterco.

O corpo celeste está tão distante que parece ser imóvel para esse besouro, oferecendo, assim, um ponto de referência fixo à espécie.

Aplicando um experimento incomum, biólogos da Universidade de Witwatersrand, na África do Sul, colocaram escaravelhos sob o céu artificial de um planetário local. Segundo a descoberta, a Via Láctea forneceu aos insetos uma "bússola de luz", ajudando-os a seguir em linha reta com o seu tesouro.

"Os escaravelhos não se importam para onde vão, eles só precisam se afastar de uma briga na pilha de cocô", explicou Marcus Byrne, chefe da pesquisa, em um comunicado.

Alguns animais, como focas, aves, além dos humanos, usam estrelas para navegação, mas o escaravelho é o primeiro a utilizar a própria galáxia para se orientar.

Anteriormente, a equipe descobriu que os besouros escalavam com dificuldade até o topo dos montes de esterco, onde executavam uma breve dança em busca das melhores fontes de luz para sua orientação. O Sol, a Lua e a luz galáctica parecem ser suas favoritas, e não as produzidas pelo homem. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos