Tabela periódica, o mapa da química, ganha quatro novos elementos

Washington, 6 Jan 2016 (AFP) - Quatro novos elementos foram oficialmente acrescentados à tabela periódica, o mapa da química - informou a International Union of Pure and Applied Chemistry (IUPAC) com sede nos Estados Unidos.

Estes quatro elementos foram descobertos nos últimos anos por cientistas norte-americanos, russos e japoneses e representam a primeira adição à tabela desde 2011, quando os elementos 114 e 116 foram acrescentados.

Esta tabela foi criada pelo químico russo Dimitri Mendeleiv em 1869.

Os quatro novos elementos foram verificados em 30 de dezembro pela IUPAC, organismo mundial de referência para a nomenclatura da química, sua terminologia e medidas.

"A comunidade de químicos estava impaciente para ver sua tabela mais preciosa ser finalmente completa até a sétima linha", declarou o professor Jan Reedijk, presidente da divisão de química inorgânica da IUPAC.

Este organismo de referência determinou que uma equipe russo-americana de pesquisadores do Instituto de pesquisa nuclear de Dubna (Rússia) e do Lawrence Livermore National Laboratory na Califórnia, produziu provas suficientes para reivindicar a descoberta dos elementos 115 (ununpentium), 117 (unuseptium) e 118 (ununoctium).

Quanto ao elemento 113 (unutrium), sua descoberta foi feita de uma equipe de cientistas do Instituto Riken no Japão, dirigida por Ryoji Noyori, premiado com o Nobel de química.

"Para os cientistas a atribuição destas descobertas tem mais valor do que uma medalha de ouro olímpico", declarou à imprensa o pesquisador japonês.

Estes quatro novos elementos serão oficialmente batizados ao longo dos próximos meses, seus nomes atuais são provisórios.

O elemento 113 será o primeiro a levar um nome selecionado na Ásia.

Estes novos elementos podem levar um nome inspirado na mitologia, num mineral, num local ou numa propriedade.

A tabela periódica é uma classificação de todos os elementos químicos como, entre outros, o ouro, o hidrogênio ou o carbono, classificados segundo seu número atômico em ordem crescente e organizados em função de suas propriedades.

Os quatro novos elementos, todos sintéticos, são muito pesados já que são formados por um grande número de nêutrons e prótons.

Como todos os outros elementos muito pesados que estão no final da tabela periódica, eles existem apenas durante algumas frações de segundo antes de se desintegrarem em outros elementos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos