Tempestade solar deixa céus coloridos e pode perturbar redes elétricas e satélites

Em Washington

Duas erupções solares no último final de semana provocaram uma grande tempestade geomagnética que atingiu a atmosfera terrestre nesta terça-feira (17), podendo perturbar as redes elétricas e as telecomunicações, informaram autoridades norte-americanas. A tempestade também está causando fenômenos como um colorido especial nas auroras boreais.

A tempestade solar "poderia provocar problemas generalizados de controle de voltagem e afetar os sistemas de proteção nas redes elétricas", alertou a Agência Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA, em inglês).

Os sistemas de transmissão de rádio a alta frequência também poderiam ser perturbados e o funcionamento de satélites de navegação podem experimentar falhas "durante várias horas", explicou a agência.

A tempestade "severa" foi observada às 10h58 (horário de Brasília) e alcançou uma força 4 sobre uma escala máxima de 5, apontou Thomas Berger, diretor do Centro de Previsão Meteorológica Espacial em coletiva de imprensa.

O fenômeno pode durar de 24 a 36 horas, disse o especialista, afirmando que até o momento nenhum problema foi reportado nas redes elétricas e de telecomunicações.

A Nasa informou que esta tempestade solar não representa um nível perigoso de radiação para os astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos