Índia amplia em seis meses missão em Marte

Em Bangalore

  • Divulgação

A missão enviada pela Índia a Marte foi prorrogada por seis meses graças a um excedente de combustível a bordo da nave, anunciou a agência espacial indiana nesta terça-feira (24).

"Como a Mars Orbiter tem combustível suficiente para continuar mais tempo do que o esperado, a missão será estendida por mais seis meses", afirmou Devi Prasad Karnik, diretor da Organização de Pesquisa Espacial Indiana.

O lançamento da nave Mars Mission Orbiter, em setembro passado, transformou a Índia no primeiro país asiático a chegar ao planeta vermelho, além de fazer isso com uma verba apertada.

Em princípio, o dispositivo deveria retornar à Terra neste mês, mas os cientistas disseram que vão continuar com a sonda em órbita para estudar a atmosfera de Marte e sua superfície. A decisão foi tomada após a missão identificar que havia usado menos combustível do que o esperado nestes seis meses.

"Os cinco instrumentos científicos a bordo da espaçonave irão continuar a coleta de dados e entregá-los para análise", explicou Karnik à AFP.

A missão indiana até Marte, bem-sucedida já na primeira tentativa, é uma fonte de orgulho nacional, levando o governo a usá-la como exemplo do potencial do "Made in India".

O projeto custou apenas US$ 74 milhões, menos do que os US$ 100 milhões necessários para rodar o filme "Gravidade" -- como gosta de lembrar o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi.

A Índia tenta alcançar a vizinha China, que gastou bilhões de dólares em seu próprio programa espacial.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos