Aquecimento global: oceanos absorvem cada vez mais calor, diz estudo

Paris, 18 Jan 2016 (AFP) - Os oceanos, que capturam 90% do calor adicional gerado pelo aquecimento global, absorveram nas últimas duas décadas a mesma quantidade absorvida desde 1865 - é o que diz um estudo publicado nesta segunda-feira na revista Nature Climate Change.

"Nós calculamos que metade do calor absorvido pelos oceanos desde 1865 foi a mesma quantidade absorvida desde 1997", estabeleceu uma equipe de cientistas do Laboratório Nacional Laurence Livermore, na Califórnia.

Se esta absorção de calor enorme ajudou a limitar o aquecimento da atmosfera, poderia ser uma bomba-relógio, que perturbará ainda mais o clima no futuro.

"É uma faca de dois gumes", avalia John Shepherd, pesquisador da Universidade de Southampton.

Porque o calor armazenado por superfícies marinhas poderia alterar a circulação de correntes marinhas e atmosféricas e, assim, introduzir um novo distúrbio no sistema climático, explicou.

Mas se uma parte do calor absorvido pelos oceanos for devolvida para a atmosfera, graças a correntes profundas que sobem para a superfície, isso iria acentuar o aquecimento e seus efeitos negativos.

Os autores do estudo alegam que um terço do calor armazenado pelos oceanos fica preso em águas profundas, a partir de 700 metros.

Para Matt Palmer, dos serviços meteorológicos britânicos (Met office), o estudo "mostra que o sinal do aquecimento climático é reforçado com o tempo, e que este sinal se vê também nas profundezas oceânicas".

mh-ces/sd/hba/ib/mm

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos