EUA devem anunciar 2015 como o ano mais quente já registrado

Miami, 20 Jan 2016 (AFP) - Um mês depois da cúpula do clima em Paris, onde governantes de todo o mundo se comprometeram a lutar contra o aquecimento global, o governo dos Estados Unidos anunciará nesta quarta-feira que 2015 foi o ano mais quente já registrado.

Os cientistas americanos devem divulgar seus últimos dados sobre o mês de dezembro de 2015 às 16H00 GMT (14H00 horário de Brasília), durante uma conferência telefônica de membros da Agência Oceânica e Atmosférica (NOAA) e da Agência Espacial (NASA) com jornalistas.

O anúncio desses pesquisadores que monitoram as temperaturas em terras e oceanos não dá margem a dúvidas: 2015 deve superar amplamente em 2014, que já foi o ano mais quente registrado desde o início do aumento das temperaturas em 1880.

Sabe-se que nove dos 11 primeiros meses de 2015 bateram recordes de calor e que "o período que compreende ls 11 primeiros meses do ano foi o mais quente registrado na superfície terrestre e dos oceanos", afirma a NOAA, que anuncia todos os meses os resultados de suas observações.

"Estamos seguros de que 2015 foi o ano mais quente já registrado", disse Jake Crouch, cientista especialista em clima da NOAA.

A NOAA havia indicado que 2015 só não seria o ano mais quente se o mês de dezembro tivesse uma temperatura 0,16°C abaixo do dezembro mais frio já registrado, no inverno boreal de 1916.

No entanto, há poucas chances de isso acontecer, pois sabe-se que este mês foi nos EUA o segundo mais quente entre os registrados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos