Raios deixam 59 mortos em três dias em Bangladesh

Dacca, 15 Mai 2016 (AFP) - Ao menos 59 pessoas morreram em Bangladesh nos últimos três dias na queda de raios durante as fortes tempestades tropicais no país, anunciaram as autoridades, que destacaram um balanço sem precedentes.

"Jamais havíamos registrado um número tão alto de mortes pela queda de raios", afirmou à AFP Reaz Ahmed, diretor do departamento de gestão de catástrofes. Muitas vítimas são agricultores fulminados quando retornavam para casa dos arrozais.

A queda de raio é um fenômeno frequente em Bangladesh durante este tipo de tempestade prévia à temporada de monção, que vai de junho a setembro.

De acordo com o departamento de gestão de catástrofes, desde 2011 o fenômeno provocou quase 200 mortes por ano em média.

O aumento do número de vítimas é explicado, segundo o meteorologista Shah Alam, pelo desmatamento, especialmente pela derrubada das maiores árvores, como as palmeiras, que têm um efeito para-raios. Também é atribuído ao aumento do uso de peças de lavoura metálicas e de telefones celulares.

As autoridades anunciaram o lançamento de uma campanha para informar a população, com recomendações para que as pessoas não trabalhem durante as tempestades e evitar o uso de dispositivos eletrônicos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos