Parlamentares latino-americanos se comprometem a combater mudanças climáticas

Panamá, 5 Ago 2016 (AFP) - Uma centena de parlamentares da América Latina e do Caribe se comprometeram nesta sexta-feira a colaborar e dar prioridade em matéria legislativa à luta contra as mudanças climáticas.

Em uma declaração assinada na sede do Parlamento Latino-americano (Parlatino), na Cidade do Panamá, deputados e senadores de 20 países decidiram estabelecer uma rede regional para intercambiar suas ações legislativas para enfrentar as mudanças climáticas.

A declaração, assinada após dois dias de reuniões, busca fortalecer as legislações sobre mudanças climáticas e garantir uma resposta de longo prazo para lutar contra este fenômeno.

Na segunda-feira passada, a senadora mexicana Blanca Alcalá, presidente do Parlatino, afirmou que os países latino-americanos e caribenhos deveriam avançar em direção ao uso de energias renováveis para combater os efeitos do aquecimento global.

Os parlamentares também se comprometeram a fomentar a participação cidadã para o desenvolvimento e a implementação de leis para frear as mudanças climáticas e seus impactos econômicos e sociais.

Segundo Alcalá, na região latino-americana e caribenha há uma legislação "de vanguarda" em proteção do meio ambiente, mas também há áreas que têm de se "aperfeiçoar" para lutar contra as mudanças climáticas.

De acordo com um relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio ambiente (Pnuma) deste ano, o custo de adaptação às mudanças climáticas nos países em desenvolvimento poderia chegar a entre 280 e 500 bilhões de dólares por ano em 2050, um valor quatro ou cinco vezes maior do que o estimado em cálculos anteriores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos