SpaceX pede ajuda para investigar explosão do foguete Falcon 9

Miami, 9 Set 2016 (AFP) - A empresa espacial privada SpaceX pediu ajuda ao público e a agências do governo americano para descobrir a causa da explosão de seu foguete Falcon 9, na semana passada, durante um teste de lançamento.

O incidente ocorreu em 1º de setembro, durante uma operação de abastecimento de combustível em um teste de rotina em Cabo Cañaveral, Flórida.

A explosão não deixou feridos, mas destruiu o foguete e um satélite Amos-6 que seria usado pelo Facebook para fornecer Internet a zonas rurais da África.

"Ainda estamos trabalhando na investigação da explosão do Falcon", publicou no Twitter o fundador e presidente da SpaceX, Elon Musk.

Essa "foi a falha mais difícil e complexa que já tivemos em 14 anos" - desde que a empresa foi fundada -, relatou.

Musk, um empresário bilionário que fez fama como cofundador do serviço de pagamento on-line PayPal, acrescentou que "os motores não estavam ligados e não havia nenhuma fonte de calor aparente".

Um vídeo dramático da rede de televisão ABC News mostrou o foguete estourando em uma enorme bola de fogo, seguido de uma série de explosões e, finalmente, uma densa coluna de fumaça que cobriu o céu de Cabo Cañaveral com uma nuvem negra.

"Estamos tentando entender particularmente o barulho da explosão que se ouviu poucos segundos antes de que surgisse a bola de fogo", disse Musk.

"Pode ter vindo do foguete, ou de alguma outra coisa", acrescentou.

O empresário disse também que qualquer "apoio e aconselhamento" da agência espacial americana, a Nasa, da Administração Federal de Aviação e da Força Aérea dos Estados Unidos será "muito bem-vindo".

A empresa, com sede na Califórnia, também fez um apelo ao público em geral: "por favor, mandem qualquer gravação do incidente por e-mail, para report@spacex.com".

O acidente aconteceu pouco mais de um ano depois da explosão de um foguete Falcon 9 em junho de 2015, dois minutos depois de decolar com uma cápsula Dragon, cuja carga se perdeu totalmente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos