ONU corta previsões de crescimento de energia nuclear

Viena, 24 Set 2016 (AFP) - A agência atômica da ONU previu na sexta-feira a continuação do crescimento da energia nuclear nos próximos 15 anos, mas reduziu suas projeções devido aos preços baixos dos combustíveis fósseis e da concorrência das energias renováveis.

"A energia nuclear, no longo prazo, continuará desempenhando um papel importante na mistura de energia do mundo", disse a Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA) em um novo relatório.

O limite inferior da sua previsão estima uma capacidade de geração de energia nuclear em todo o mundo crescendo 1,9% até 2030, atingindo 390,2 gigawatts (GW) - um gigawatt é um bilhão de watts de energia elétrica.

O limite máximo prevê uma expansão de 56%, até 598,2 GW. Anteriormente, a IAEA tinha feito projeções mais altas, estimando um crescimento de entre 2,4% e 68%.

A estimativa mais baixa pressupõe uma continuação dos atuais mercado, tecnologia e tendências de recursos, com poucas mudanças em políticas que afetam a energia nuclear, disse a IAEA.

A previsão mais alta se baseia nas taxas atuais de crescimento da demanda econômica e de eletricidade, particularmente na Ásia, além de um giro de países em direção à energia nuclear para cumprir com as suas obrigações assumidas no Acordo de Paris de 2015 sobre as mudanças climáticas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos