Emissões de CO2 ficam estáveis pelo 3º ano seguido, mas continuam altas

De Marrakech, no Marrocos

  • Franck Robichon/Efe

    Fumaça sai de chaminé de fábrica em Tóquio, no Japão

    Fumaça sai de chaminé de fábrica em Tóquio, no Japão

O mundo conseguiu, pelo terceiro ano consecutivo, manter estáveis suas emissões de gases CO2 em 2015, mas esse avanço ainda é insuficiente - de acordo com um informe divulgado nesta segunda-feira (14) durante a Conferência sobre Mudança Climática (COP22) de Marrakech.

Esse resultado animador supõe "uma clara e inesperada mudança em relação ao rápido crescimento das emissões de 2,3% ao ano na década precedente (2004-2013)", relata o informe do chamado Global Carbon Projet, que reúne cientistas do mundo inteiro.

O mundo emitiu 36,3 gigatoneladas de CO2 (GtCO2) no ano passado, apenas 0,2% de aumento em relação a 2014, o que significa 4,8 toneladas de CO2 em média por cada habitante do planeta.

"Com três anos de crescimento reduzido das emissões, é possível que a trajetória (...) tenha-se desviado permanentemente da tendência de crescimento rápido ao longo plazo", explica o texto.

Esses resultados cautelosamente otimistas não correspondem de modo algum, porém, "às metas dos Acordo de Paris" do ano passado, advertem os autores do documento.

Firmado por 196 signatários, o histórico Acordo de Paris estabeleceu como objetivo manter o aumento da temperatura do planeta em, no máximo, 2ºC em relação à era pré-industrial.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos