EUA homenageiam herói da conquista espacial

Columbus, Estados Unidos, 17 dez 2016 (AFP) - Milhares de pessoas homenagearam neste sábado o astronauta John Glenn, lenda da conquista espacial - que morreu na semana passada, aos 95 anos -, com uma cerimônia em seu estado natal, Ohio.

Duas mil e quinhentas pessoas compareceram à cerimônia, no auditório da Universidade Estadual de Ohio (OSU), onde Glenn lecionou. Elas puderam assistir a trechos de filmagens e entrevistas com o astronauta, e ouvir depoimentos de pessoas do convívio dele.

O caixão com o corpo daquele que foi o primeiro americano a orbitar a Terra, em 1962, ficou exposto por dois dias no prédio do Senado do estado, em Columbus. A honraria é reservada às maiores autoridades do governo.

O vice-presidente americano, Joe Biden, lembrou com emoção que o amigo "tratava todos com dignidade e respeito. Trabalhei a seu lado no Senado por 25 anos. John foi o homem mais alegre que conheci."

"A valentia, graça e humildade que ele exibiu em vida o elevaram além das estrelas", disse o diretor da Nasa Charles Bolden, outro astronauta.

Em cadeira de rodas, a viúva, Annie, chegou à tarde e ficou alguns minutos diante do caixão do homem com quem foi casada por mais de sete décadas.

Ela estava acompanhada do secretário de Estado, John Kerry, e do governador de Ohio, John Kasich, candidato nas primárias republicanas.

O corpo do herói será enterrado em abril, no cemitério nacional de Arlington, informou a OSU. A demora é causada por atrasos naquele local, onde estão enterrados mais de 400 mil soldados, ex-soldados e seus familiares, bem como personalidades, como o presidente assassinado John Fitzgerald Kennedy.

nov-bdx/jca/nk/yow/dg/val/lb

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos