Vários relógios atômicos dos satélites Galileo estão 'avariados' (ESA)

Paris, 18 Jan 2017 (AFP) - Vários relógios atômicos de alguns dos 18 satélites europeus Galileo estão "avariados", mas "isso não afeta no momento" o sistema de navegação, anunciou nesta quarta-feira a Agência Espacial Europeia (ESA).

"É um tema delicado", já que os relógios atômicos são elementos "muito importantes" para o bom funcionamento do sistema de navegação por satélite europeu, declarou o diretor-geral da agência, Jan Woerner, em uma coletiva de imprensa em Paris.

O sistema de navegação por satélite europeu, que busca competir com o americano GPS (Global Positioning System), começou a oferecer seus serviços em dezembro.

Cada satélite Galileo leva a bordo quatro relógios atômicos de dois tipos ("maser de hidrogênio passivo" e relógios atômicos de rubídio). Este tipo de relógio permite obter resultados precisos.

Para que um satélite funcione, ao menos um de seus quatro relógios deve funcionar corretamente.

Nove relógios dos 72 estão avariados (6 masers de hidrogênio passivos e 3 relógios atômicos de rubídio", disse Woerner.

"Até o momento, graças à multiplicação dos relógios, nenhum satélite da constelação está fora de funcionamento", indicou.

"Estamos investigando as causas" destas avarias, disse. A ESA ainda não definiu se adiará o lançamento dos próximos satélites Galileo por este problema.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos