Choque de galáxias permite crescimento de buracos negros (estudo)

Santiago, 19 Jan 2017 (AFP) - O choque de duas galáxias e sua posterior fusão produzem material suficiente para alimentar e permitir o crescimento dos buracos negros, afirma um estudo difundido nesta quinta-feira em Santiago.

O estudo confirma as simulações feitas por cientistas ao redor do mundo e traz informações sobre a interação entre os buracos negros e sua galáxia.

"Conseguimos demonstrar como a galáxia pode dialogar, falar com o buraco negro", comentou Claudio Ricci, pesquisador do Instituto de Astrofísica da Universidade Católica do Chile e líder do projeto.

A pesquisa permitiu "observar galáxias em diferentes etapas de choque e descobrir que, por exemplo, nas primeiras etapas o material é normal e rodeia o buraco negro como um cinturão, mas nas últimas etapas da colisão é muito mais denso e cobre completamente o buraco negro".

"A distribuição do material é diferente e isso significa que é verdade que o choque pode provocar a queda do material até o buraco negro e ele, por sua vez, pode crescer muito nessas etapas em que fica escondido", afirma um comunicado difundido pelos pesquisadores.

Para realizar as observações foi utilizado o satélite Nustar da NASA. O estudo aparecerá na edição impressa da revista científica Monthly Notices Royal Astronomical Society nos próximos meses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos