Ilhas Marshall são primeiro país a ratificar acordo contra gases HFC

Paris, 28 Fev 2017 (AFP) - As ilhas Marshall se tornaram nesta terça-feira o primeiro Estado a ratificar o acordo de Kigali para limitar a emissão dos gases HFC, que contribuem para o aquecimento global, anunciou a república micronésia.

O acordo fechado pela comunidade internacional em outubro de 2016 na capital de Ruanda estabelece um cronograma para eliminar gradualmente os hidrofluorocarbonetos (HFC).

Esses gases, utilizados por exemplo em refrigeradores e aparelhos de ar condicionado, substituíram os clorofluorocarbonetos (CFC), que afetavam a camada de ozônio, mas resultaram ser gases de efeito estufa.

"Meu país não poderá sobreviver sem uma ação urgente para reduzir as emissões de cada país e cada setor econômico, incluindo os HFC", disse em um comunicado Hilda Heine, presidente deste arquipélago que corre o risco de desaparecer se o nível do mar continuar subindo.

O acordo de Kigali é uma emenda ao Protocolo de Montreal sobre a proteção da camada de ozônio e precisa ser ratificado por 20 países para entrar em vigor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos