Nova York se prepara para sua pior nevasca quase na primavera

Nova York, 13 Mar 2017 (AFP) - Nas vitrines da Quinta Avenida estão expostos vestidos curtos e sandálias, mas os nova-iorquinos ainda não guardaram suas botas de inverno e casacos pesados: a pior nevasca do ano chegará nesta terça-feira, faltando apenas uma semana para o início oficial da primavera.

Mais de meio metro de neve e ventos de até 90 km/h estão previstos para a região de Nova York, Filadélfia e Boston a partir da noite desta segunda, de acordo com o Serviço Nacional Meteorológico (SNM), que emitiu um alerta até a meia-noite de terça-feira.

"Será uma tempestade muito séria e todo mundo deve tratar o assunto com seriedade", alertou o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, durante uma coletiva de imprensa.

Também espera-se muita neve na capital, Washington DC, onde até 90% de suas cerejeiras em flor pode se ver arruinado se a temperatura cair a -5ºC, segundo o Serviço Nacional de Parques. O momento do ápice do florescimento estava previsto para o próximo final de semana,

"Esperamos algumas inundações esta noite na costa a amanhã (terça-feira) com a subida da maré, e com a neve caindo, é perigoso, será perigo estar nas estradas", alertou o prefeito.

"Achamos que será a primeira tempestade de neve da temporada. No correr do ano, tivemos temperaturas muito acima do normal, de forma que este é realmente o primeiro período de frio", explicou Melissa di Spigna, da SNM.

A pior nevasca na história de Nova York aconteceu em janeiro de 2016, com um saldo de 18 mortos. O Central Park bateu recorde com 67 cm de neve em um único dia.

A cidade de Nova York, a maior do país, com 8,4 milhões de habitantes, esperava uma nevasca de 30 a 60 centímetros, que deverá provocar caos nos transportes.

"Estamos nos preparando para uma tempestade significativa na terça e os nova-iorquinos devem se preparar para a neve e as condições perigosas nas estradas", afirmou o prefeito Bill de Blasio em um comunicado.

Apesar de o horário de verão ter começado no sábado, atrasando o anoitecer em uma hora, os nova-iorquinos ainda enfrentam temperaturas abaixo de zero e não puderam se despedir ainda de seu longo inverno.

A temperatura em Nova York era de -4ºC no meio da manhã desta segunda, apesar do dia ensolarado e sem nuvens. Pode cair a -6,7ºC na terça e nos três dias seguintes. A média para esta época do ano é de 1 a 8ºC.

"A neve se estenderá através do nordeste do país, do norte da Filadélfia, da cidade de Nova York até a Nova Inglaterra, onde esperamos a maior quantidade de nove", afirmou Di Spigna.

As escolas já anteciparam que não haverá aulas na terça e mais de 1.160 voos domésticos e internacionais já foram canelados, segundo o FlightAware, um serviço de rastreamento aéreo.

Caminhões da prefeitura estão espalhando sal pelas ruas e avenidas para evitar o acúmulo de neve e a mesma coisa está sendo feita por comerciantes e moradores.

Em Washington, o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, anunciou que a reunião prevista para terça-feira entre o presidente Donald Trump e a chanceler alemã Angela Merkel foi adiada para sexta-feira.

"O presidente falou com a chanceler e ambos concordaram em adiar o encontro por causa das condições climáticas", afirmou.

Em 9 de fevereiro, quando uma tempestade de neve de menor intensidade atingiu a cidade, as escolas e o serviço público fecharam suas portas e houve centenas de voos cancelados em vários aeroportos do nordeste.

Segundo o serviço meteorológico, a temperatura permanecerá durante toda a semana abaixo do normal para meados de março e começará a subir no fim de semana, quando há possibilidade de chuvas.

lbc-jm/yow/cn/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos