Putin não julga decisão de Trump sobre o clima e pede trabalho conjunto

São Petersburgo, 2 Jun 2017 (AFP) - O presidente russo, Vladimir Putin, pediu nesta sexta-feira que todo o mundo trabalhe junto a Donald Trump sobre o clima e disse que não julga o presidente americano por ter decidido retirar seu país do Acordo de Paris.

"Eu não julgaria Obama, perdão, quero dizer Trump, pela decisão que tomou", afirmou Putin durante o Fórum Econômico de São Petersburgo, antes de explicar que preferia uma renegociação dos acordos assinados a uma saída dos mesmos.

"Não deveriam fazer um escândalo sobre isto, e sim deveriam criar as condições para um trabalho conjunto", declarou o presidente russo.

Sem o trabalho conjunto "será impossível chegar a um acordo", disse Putin.

"Também há outro aspecto, temos que pensar no que se deve fazer com os que vão perder seu trabalho (com a luta contra o aquecimento do clima), não devemos deixá-los abandonados", completou.

mak-gmo/nm/jvb/es/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos