Tusk: UE e China intensificam cooperação em luta contra mudanças climáticas

Bruxelas, 2 Jun 2017 (AFP) - A União Europeia e a China estão dispostas a aumentar a sua cooperação na luta contra as mudanças climáticas, anunciou nesta sexta-feira o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, ao fim de uma cúpula bilateral após a decisão dos Estados Unidos de se retirar do Acordo de Paris.

"Hoje intensificamos nossa cooperação sobre as mudanças climáticas com a China", indicou Tusk em coletiva, acrescentando que esta luta "continuará com ou sem os Estados Unidos".

A cúpula entre a UE e a China, a mais "promissora de nossa história", para o presidente do Conselho, ocorreu um dia depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou a retirada de seu país do Acordo.

Esta decisão é "um grande erro, pior do que não se unir ao Protocolo de Kyoto", disse Tusk, em referência a este protocolo adotado em 1997, que os Estados Unidos assinaram, mas nunca ratificaram.

O presidente do Conselho, junto com o chefe do Executivo comunitário, Jean-Claude Juncker, e o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, abordaram nesta reunião as mudanças climáticas, mas também outros temas como o comércio.

"O livre-comércio contribuirá para o desenvolvimento e a prosperidade do mundo", indicou Li, que não falou em coletiva sobre o acordo climático.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos