Cientistas medirão geleira mais alta no Peru, atingida por mudança climática

Lima, 8 Ago 2017 (AFP) - Cientistas peruanos escalam o pico Huascarán, o mais alto do Peru, na região Ancash, para medi-lo e constatar o impacto da mudança climática, informou o Instituto Nacional de Pesquisa em Geleiras e Ecossistemas de Montanha (Inaigem).

"Os especialistas realizarão diversos estudos científicos no cume sul do pico Huascarán para fazer novas explorações e conhecer mais sobre esta geleira no contexto do fenômeno climatológico que afeta a Cordilheira dos Andes", indica um comunicado do Inaigem.

Os 10 pesquisadores iniciaram a subida nesta montanha na tarde de domingo. Pela primeira vez serão utilizados equipamentos de tecnologia avançada para realizar as pesquisas na geleira tropical mais alta do mundo.

Segundo o Inaigem, será a primeira vez que estudiosos chegam ao ponto mais alto do pico para medir com precisão a sua altitude e ver o impacto da mudança climática. Até hoje sabe-se que ele mede 6.768 metros de altura.

As medições efetuadas pelos glaciólogos foram realizadas por meio de expedições de campo e com a ajuda de imagens de satélites.

Antes de subir, as autoridades do Inaigem e a expedição científica participaram da oferenda à Pachamama (Mãe Terra), como parte de uma cerimônia ancestral do mundo andino.

O presidente do Inaigem, Benjamín Morales, disse que a mudança climática está afetando de forma crescente e dramática as cordilheiras, em especial 18 geleiras peruanas.

"Cientificamente precisamos conhecer as respostas das muitas perguntas. Por exemplo, como são afetados os cumes dos picos glaciais pelo efeito da mudança climática? Quanto de superfície glacial diminuiu no sistema Huascarán-Chopicalqui entre 1962 e 2017?" - acrescentou Morales.

A expedição, que permanecerá oito dias no pico, instalará uma estação meteorológica e colocará marcos na trilha de subida para evitar que as pessoas se percam.

Entre 1962 e 2016, a área glacial peruana passou de 2.192 km2 para 1.108 km2, perdendo um equivalente a 49,45%, informou o Inaigem.

O Peru conta com um total de 2.679 geleiras, distribuídas em 20 regiões montanhosas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos