Topo

Cúpula do Clima: países se comprometem em abandonar o carvão

16/11/2017 12h02

Bonn, 16 Nov 2017 (AFP) - Liderados pelo Canadá e a Grã-Bretanha, cerca de vinte países anunciaram nesta quinta-feira, na conferência do clima da ONU (COP23), que pretendem abandonar o uso do carvão na próxima década.

Das energias de origem fóssil, o carvão é a primeira fonte de eletricidade do mundo, mas também é a mais nociva para o clima.

Além da Grã-Bretanha e Canadá, a "Aliança para o Abandono do Carvão" foi assinada, entre outros, pela Bélgica, El Salvador, Finlândia, França, Itália, Ilhas Marshall, Portugal, México e curiosamente vários Estados americanos (Havaí, Califórnia, Nova York, Oregon e Washington).

Além deste anúncio, a reunião de Bonn prossegue nesta quinta com os Estados Unidos no centro das atenções, pois uma representante do governo de Donald Trump deve defender a decisão de seu país de abandonar o Acordo de Paris contra as Mudanças Climáticas.

A subsecretária de Estado interina, Judith Garber, será a encarregada de explicar a política americana a respeito do clima.

bur-jz/me/cn