Astronautas concluem caminhada espacial para reparar braço robótico da ISS

Washington, 16 Fev 2018 (AFP) - Um astronauta japonês e um americano realizaram, nesta sexta-feira (16), uma caminhada pelo espaço para reparar o braço robótico da Estação Espacial Internacional (ISS) e guardar equipamentos em um depósito.

É a primeira caminhada no espaço para Norishige Kanai, da agência aeroespacial japonesa (JAXA), e a quarta para seu colega americano Mark Vande Hei.

"Fizeram um grande trabalho hoje", disse a Kanai um controlador em solo antes de ele regressar a uma câmara, após mais de cinco horas no espaço.

Seu colega americano permaneceu fora da estação por mais alguns minutos para finalizar outras tarefas, mas um comentarista da Nasa disse que ambos os astronautas haviam "completado todas as suas tarefas principais" antes do previsto.

Os astronautas estiveram 404 km sobre a África quando a caminhada espacial estava perto do fim.

Prevista para durar seis horas e meia, a expedição começou às 12h GMT (10h em Brasília), quando os astronautas ativaram seus trajes espaciais alimentados por bateria antes de sair para o espaço sideral.

Kanai, um médico e submarinista oriundo de Tóquio de 41 anos, conhecido como "Neemo", era tenente da Força Marítima de Autodefesa do Japão antes de virar astronauta em 2009.

Em 2015, esteve 13 dias no Aquarius, um laboratório submarino em frente à costa da Flórida, como parte da Missão de Operações em Meio Ambiente Extremo (Neemo) da Nasa.

Ele é o quarto astronauta japonês a fazer uma caminhada espacial.

O objetivo era mover algumas partes do braço robótico da estação espacial, fabricado pelo Canadá e conhecido como Canadarm2, uma peça obsoleta, mas chave que foi alvo de reparos há alguns meses.

O braço robótico é usado para mover equipamento pesado ao redor do laboratório em órbita, servindo também para acoplar as naves de carga que chegam, regularmente, para abastecer a ISS.

Desta vez, os astronautas moveram uma das "mãos", conhecidas em linguagem técnica como Latching End Effector (LEE), de um depósito até a escotilha de isolamento Quest para que possa retornar à Terra em uma futura missão e possa ser recolocada.

É a caminhada espacial de número 208 na história da ISS para tarefas de manutenção, e a terceira deste ano.

"Esta LEE foi substituída durante a expedição 53 de caminhada espacial em outubro de 2017", informou anteriormente a Nasa em um comunicado, no qual anunciou que "também transportarão um LEE antigo, mas funcional, que foi separado do braço durante uma caminhada em 23 de janeiro, para movê-lo de seu depósito temporário fora da escotilha para um depósito de longo prazo".

Essa mão permanecerá na ISS como uma peça de reposição.

ksh/it/rsr/cd/tt/db

ISS A/S

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos