Topo

Descobertas pegadas de dinossauros em ilha escocesa

03/04/2018 20h41

Londres, 3 Abr 2018 (AFP) - Pegadas de dinossauros de 170 milhões de anos foram descobertas em uma ilha escocesa, o que permitirá avançar nos estudos sobre a evolução destas criaturas, anunciou nesta terça-feira a Universidade de Edimburgo.

Estas pegadas foram encontradas em rochas na costa nordeste da ilha de Skye, no noroeste da Escócia. A maior delas mede 70 centímetros.

Provém de dois tipos de dinossauros, os saurópodes, que podiam medir até dois metros de altura, e os terópodes, de tamanho parecido, que são primos distantes do Tiranossauro Rex.

"Esta descoberta de importância mundial é uma prova rara da época do Jurássico Médio, da qual foram encontradas poucas zonas de fósseis no mundo", destacou a universidade.

Os pesquisadores registraram cerca de 50 pegadas no local. Graças à análise de seus contornos, da forma e da orientação dos dedos, e da presença de garras puderam determinar quais dinossauros tinham deixado seus rastros.

Os estudos foram realizados em conjunto com a Academia de Ciências chinesa e foram publicados no Scottish Journal of Geology.

Com estas pegadas, os cientistas puderam "demonstrar a presença de saurópodes nesta parte do mundo em um período mais longo do que se conhecia até agora", explicou Paige dePolo, da Escola de Geociência da Universidade de Edimburgo.