Topo

Entra em vigor a nova definição mundial do quilograma

2019-05-20T07:00:00

20/05/2019 07h00

Paris, 20 Mai 2019 (AFP) - A nova definição mundial do quilograma, que não depende mais de nenhum objeto físico, entrou em vigor nesta segunda-feira, o que significa o adeus oficial ao "Grande K".

O novo sistema de medidas foi decidido em novembro em Versalhes, perto de Paris, pela Conferência Geral de Pesos e Medidas (CGPM), um organismo criado no fim do século XIX e que se reúne a cada quatro ou seis anos.

Os representantes de 60 países tomaram uma decisão histórica a favor de uma nova definição do Sistema Internacional de Unidades (SI), o que implica modificar a definição mundial do quilograma, assim como do ampere, do kelvin e do mol.

A definição do quilo dependia até agora do cilindro metálico denominado "Grande K", cujo original é conservado desde 1889 no Escritório Internacional de Pesos e Medidas (BIPM, na sigla em francês) em Sevres, ao oeste de Paris.

Os cientistas constataram que a massa deste protótipo internacional havia registrado variação, de forma muito leve, na comparação com outras seis cópias produzidas no fim do século XIX do mesmo cilindro, composto de platina e irídio.

A variação de peso do "Grande K" seria insignificante para a maioria das pessoas, mas representaria um problema para a ciência e a indústria, imersas na era do incrivelmente minúsculo, sobretudo graças ao desenvolvimento da tecnologia quântica.

O quilograma derivará a partir desta segunda-feira da constante de Planck (h), uma constante fundamental da física quântica.

O kelvin, medido até agora através da água, será definido pela constante de Boltzmann (k), uma unidade relacionada com a agitação térmica das partículas de um corpo.

O ampere será medido a partir da carga elementar (e), a carga elétrica de um próton, e o mol, uma unidade utilizada sobretudo na química, dependerá diretamente da constante de Avogadro (NA).

lc-neo/ial/it/eb/al/fp

Mais Ciência e Saúde