PUBLICIDADE
Topo

Astronauta posta foto de 'lugar mais azul do mundo'; saiba onde fica

Foto do lago Cuo Womo, tirada a 400 quilômetros de altura - Divulgação/Nasa
Foto do lago Cuo Womo, tirada a 400 quilômetros de altura Imagem: Divulgação/Nasa

16/06/2015 08h28

"Esse lago no nordeste do Himalaia parece o lugar mais azul do mundo visto da Estação Espacial Internacional", escreveu o astronauta americano Scott Kelly em sua conta no Twitter. E a foto que acompanha o comentário mostra uma massa de água em forma de coração de um azul tão brilhante que parece modificado pelo Photoshop ou outro programa de edição de imagens. 

É uma foto do lago Cuo Womo, também chamado de Co Ogma ou simplesmente lago Womo, e o astronauta não mexeu nem um pouco nela - o lugar é simplesmente assim.

O lago, com o comprimento máximo de sete quilômetros e uma área de 22 quilômetros quadrados se encontra a 4.970 metros de altitude em Rikaze, uma região praticamente despovoada no Tibete.

A água dele vem do escoamento da água da chuva que escorre das montanhas ao redor. Não chove muito naquela área (300 litros por metro quadrado), mas a temperatura fria, com uma média anual de 2 °C, ajuda na conservação da água.

E a forma como ele absorve radiações do sol é o que dá a esse lago sua cor particular.

Astronauta - Divulgação/Nasa - Divulgação/Nasa
Astronauta americano Scott Kelly se propôs a encontrar 'lugar mais azul do planeta'
Imagem: Divulgação/Nasa

O astronauta da Nasa Scott Kelly, também engenheiro e capitão aposentado da Marinha dos Estados Unidos, é um veterano de missões espaciais. Esse é seu terceiro 'passeio' para além da estratosfera. 

Em março deste ano, chegou à Estação Espacial Internacional (EEI), mas não era a primeira vez que entrava no centro de pesquisa a 400 km da Terra, que percorre a órbita terrestre a 28 mil km/h. Já entre 26 de novembro de 2010 e 16 de março de 2011, ele havia comandado uma missão na estação, com participação da Nasa, da Agência Espacial Europeia (ESA na sigla inglesa) e das agências espaciais da Rússia, Canadá e Japão.

Dessa vez, ele se propôs a encontrar o lugar mais azul do planeta e compartilhá-lo nas redes sociais. Revisando as imagens que colocou em sua conta do Twitter (@StationCDRKelly), não foi só em Cuo Womo que encontrou um azul tão intenso.

Pela hashtag #YearInSpace, Scott Kelly compartilhou imagens de vários pontos da Terra vistos do espaço que também têm a cor azul bastante intensa, como o lago no Tibete. Como por exemplo uma ilha que ele não identificou, sobre a qual disse: "É o azul do nosso mármore azul."

Fortaleza - Divulgação/Nasa - Divulgação/Nasa
A costa de Fortaleza (CE) também aparece com azul marcante vista do espaço
Imagem: Divulgação/Nasa

A costa de Fortaleza também aparece com azul marcante vista do espaço. Assim como o Mar da China Meridional, onde estão construindo ilhas artificiais, ou as águas que rodeiam Honolulu, no Havaí.

Mas ainda que tenha se proposto a encontrar o lugar mais azul do planeta, Scott Kelly não se limitou a essa cor.

Sudeste asiático - Divulgação/Nasa - Divulgação/Nasa
Ele compartilha frequentemente imagens com um verde intenso, como o dos campos do sudeste asiático
Imagem: Divulgação/Nasa

Ele compartilha frequentemente imagens com um verde intenso, como o dos campos do sudeste asiático, um tom que, segundo ele, aparece timidamente, mas cada vez com mais frequência nos desertos.

Outra cor retratada por ele é o vermelho forte da terra, como o que predomina na África, continente "bonito e diverso", como descreveu o astronauta.