Homem 'tira folga de ser humano' e vive seis dias como bode

Certo dia, Thomas Thwaites observou a felicidade do cachorro de seu sobrinho e pensou, "não seria bom tirar uma folga de todo esse estresse de ser humano?".

"E se eu pudesse ser um gato? Não teria que ir à escola", pensava, desde criança.

Ele apresentou a ideia a uma fundação, e, diz, os investidores "compraram o seu blefe", apostando em sua pesquisa.

Com isso, Thwaites passou seis dias vivendo como um bode nos Alpes, usando próteses para andar como seus companheiros animais.

A rotina era totalmente adaptada para se viver como bodes e incluía, inclusive, comer capim.

Para Thwaites, ser um bode, especificamente, é um "desejo humano antigo". Ele alega que basta analisar "as representações artísticas que contêm figuras meio homem, meio bode".

"Foi um período especial que se tornou uma investigação de o quão próximo podemos chegar de realizar este sonho antigo humano [de se tornar um bode]", diz ele.

As ferramentas usadas durante o experimento foram aprimoradas desde sua concepção inicial, partindo de um exoesqueleto de madeira até se tornarem próteses ultraleves e modernas.

"Eu analisei a fisiologia, a anatomia e a neurologia desses animais antes de partir para uma fazenda de cabras nos Alpes".

Lá, ficou três dias. O restante de seu tempo como bode foi utilizado cruzando os Alpes, em cumprimento ao acordo feito com os investidores.

Ao final do experimento, será que Thwaites recomendaria a vida como bode? "Sim, com certeza".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos