De ficção científica a matemática: cinco livros que Bill Gates recomenda

Não sabe o que ler no próximo mês? Talvez você se interesse por algum dos livros que Bill Gates, o fundador da Microsoft, incluiu em uma lista de recomendações que publicou em seu blog, Gatesnotes.

O magnata da tecnologia disse que não há "ciência" por trás de sua seleção.

"São simplesmente livros que eu amei, que me fizeram pensar de forma diferente e me mantIiveram acordado quando eu deveria ir dormir", diz.

Ter Ministério da Cultura é fruto de mentalidade patriarcal, burocrática e centralizadora, diz ex-diretor do Masp

Gates também espera que os leitores "encontrem pelo menos um livro aqui que os inspire a sair do caminho estabelecido".

Veja abaixo as publicações escolhidas por Gates.

1. "Seveneves", Neal Stephenson (sem tradução em português)

Em seu blog, Bill Gates escreveu que passou cerca de 10 anos sem ler nada de ficção científica quando um amigo recomendou esse romance. "A história começa na primeira frase, quando a lua explode", afirmou.

De acordo com a resenha da obra, a humanidade descobre que em dois anos uma chuva de meteoros destruirá a vida na Terra, e então elaboram um plano para a salvação, colocando em órbita a maior quantidade possível de naves espaciais.

Segundo o jornal americano New York Times, o livro também questiona quais seriam as consequências de uma catástrofe dessa magnitude na "economia, nos governos, privacidade e segurança e em questões como os direitos reprodutivos e religião".

Gates disse que Stephenson, o autor, "claramente pesquisou" sobre naves espaciais e que "amou os detalhes técnicos". "Seveneves me inspirou a retomar o meu hábito de ficção científica", escreveu.

2. "O Poder do Pensamento Matemático - A Ciência de Como Não Estar Errado", Jordan Ellenberg

De acordo com Gates, o livro explica como a matemática aparece em nossas vidas diárias sem ser percebida.

O bilionário alertou que, embora a matemática fique um pouco complicada, o autor sempre resume as coisas para se certificar de que sejam compreendidas pelo leitor.

Em uma resenha, o Washington Post disse que "o talento de Ellenberg para encontrar situações da vida real que ilustram os princípios matemáticos poderia dar inveja a qualquer professor de matemática".

"A ideia principal do livro é, como Ellenberg escreve, 'fazer matemática é ser tocado pelo fogo e chamado pela razão' e que há maneiras nas quais todos nós estamos fazendo matemática, o tempo todo", afirmou Gates.

3. "The Vital Question", Nick Lane (sem tradução em português)

Bill Gates acredita que mais pessoas deveriam conhecer o trabalho do autor Nick Lane. Este livro, de acordo com o empresário, tenta fazer com que os leitores apreciem o papel desempenhado pela energia nas coisas vivas.

"Nós só podemos entender como a vida começou e como os seres vivos tornaram-se tão complexos ao entender como funciona a energia."

Ele acrescenta que, mesmo que Lane esteja errado, suspeita que "seu enfoque na energia será visto como uma contribuição importante para a nossa compreensão de onde viemos".

4. "The Power to Compete", Ryoichi Mikitani e Hiroshi Mikitani (sem tradução em português)

Gates explicou em seu blog que este livro questiona a razão de grandes empresas do Japão nos anos 1980 terem sido ofuscadas por concorrentes da Coreia do Sul e China e se estas empresas podem ser revitalizadas.

A obra reúne uma série de diálogos entre Ryoichi, economista que morreu em 2013, e seu filho Hiroshi, fundador da empresa de vendas online Rakuten.

"Embora eu não concorde com tudo o que Hiroshi diz, acho que ele tem várias boas ideias. The Power to Compete ("O Poder de Competir", em tradução livre) é um olhar inteligente para o futuro de um país fascinante", disse.

5. "Uma breve história da humanidade - Sapiens", Yuval Harari Noah

Gates contou que sua esposa, Melinda, também leu Sapiens e eles tiveram longas conversas sobre o livro.

Ele destacou o "enorme desafio" assumido por Harari: "contar toda a história da raça humana em apenas 400 páginas."

Além dos avanços tecnológicos, o jornal britânico Guardian afirmou em uma resenha que o livro inclui momentos como "o desenvolvimento da linguagem, a capacidade de pensar em temas abstratos e, o mais importante, a fofoca."

"Recomendaria Sapiens a qualquer um que esteja interessado na história e no futuro de nossa espécie", disse Gates.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos