Uber lançará serviço com carros autônomos em duas semanas

O Uber vai, pela primeira vez, deixar que clientes viajem em carros autônomos, de acordo com a empresa.

Segundo o Uber, o serviço será lançado na cidade americana de Pittsburgh, na Pensilvânia, em duas semanas. A empresa afirmou que está fazendo uma parceria com a Volvo.

À princípio, os carros serão supervisionados por um motorista, que pode assumir o controle se necessário, e um observador, de acordo com a agência Bloomberg.

  • A vida dos estudantes americanos com dívidas acima dos R$ 500 mil
  • A economista que deixou o Japão para viver com marido colombiano em favela carioca: 'Rio é o paraíso'

A empresa revelou seu plano de usar carros sem motorista há dois anos. Hoje, mais de um milhão de pessoas dirigem veículos ligados ao aplicativo, mas não são diretamente empregadas pela empresa.

"A partir do fim do mês, o Uber vai permitir que clientes no centro de Pittsburgh peçam carros sem motorista de seus celulares, cruzando uma linha importante que nenhuma empresa automotiva ou de tecnologia ultrapassou", disse um porta-voz do Uber à BBC.

  • 'Em países sérios, não dá para mentir para a polícia e escapar', diz analista americano

"Em Pittsburgh, clientes irão pedir carros da forma normal, pelo app do Uber, e serão atendidos por carros autônomos de forma aleatória. A viagens serão de graça por enquanto, em vez de seguir a tarifa local de US$ 1,30 por milha."

A empresa acrescentou que a Volvo já enviou alguns utilitários SUVs XC90 equipados com sensores para o Uber, que serão usados nos testes iniciais. A fabricante pretender entregar cem carros do tipo ao aplicativo até o final do ano.

No passado, o Uber usou carros Ford Fusion modificados para fazer testes.

'Projeto conjunto'

A Volvo confirmou que está fazendo parte de um "projeto conjunto" com o Uber.

"Tanto o Uber quanto a Volvo usarão o mesmo veículo para a próxima fazer de suas estratégias de carros autônomos", disse a empresa.

"Isso contará com o Uber acrescentando a sua própria tecnologia de direção autônoma ao veículo de base da Volvo."

Técnicos das duas empresas irão colaborar com o projeto, segundo a fabricante.

"Essa aliança coloca a Volvo no coração da revolução tecnológica em andamento na indústria automotiva", disse Hakan Samuelsson, presidente e CEO da Volvo.

A reportagem da Bloomberg destaca que o Uber não fechou exclusividade com a Volvo e deve trabalhar também com outras montadoras.

Para o repórter especialista em tecnologia da BBC Rory Cellan-Jones, o anúncio é uma grande surpresa e irá abrir os olhos do Google, que investiu muito em carros autônomos, mas ainda não tem serviços comerciais com eles, e da Tesla, que enfrenta publicidade negativa devido a um acidente com um carro com a função "piloto automático".

Mas ele destaca que nem Pittsburgh nem nenhuma outra cidade tem leis, atualmente, que permitem um carro completamente autônomo sem supervisão. Ou seja, a iniciativa é uma boa estratégia de marketing do Uber, mas será cara por alguns anos se depender de um supervisor em todos os carros.

Parte da expertise do Uber na área de carros autônomos vem de um acordo com a Otto, uma startup fundada por ex-funcionários do Google para desenvolver caminhões sem motorista.

A Otto tem como um de seus cofundadores Anthony Levandowski, cuja startup anterior, a Systems, foi comprada pelo Google quando começou seu projeto de veículo autônomo.

'Bom pequeno passo'

A Volvo já estava testando versões autônomas do mesmo veículo na Suécia com parte do projeto "Drive Me", disse Alan Stevens, do Transport Research Laboratory (TRL) e Instituto de Engenharia e Tecnologia (IET).

A empresa também havia testado o veículo na Austrália e planeja fazer o mesmo em Londres no ano que vem.

"Acho que funciona bem e acho que é um bom pequeno passo que está sendo dado", disse Stevens à BBC.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos