Ao contrário do que parece, astronomia garante que nossos dias têm ficado mais longos

  • Toru Hanai/Reuters

Como seria se não houvesse medidas precisas de tempo? Nada de horas ou minutos?

A importância desse sistema em nossas vidas é tal que fica difícil vislumbrar a vida sem relógios, mas um dia já foi assim - e coube ao homem criar uma forma de demarcar a passagem do tempo com exatidão.

Mas como os dias acabaram sendo divididos em 24 horas? Ou se convencionou que o sentido horário seria da esquerda para a direita?

Marek Kukula, astrônomo do Observatório Real de Greenwich, em Londres, no Reino Unido, responde a esta e outras dúvidas e curiosidades sobre o tempo.

Por que os dias são divididos em 24 horas?

Isso remonta ao Egito antigo e seu sistema de divisão dos períodos de luz do dia e de escuridão, segundo o especialista.

"De noite, eles dividiram o céu em dez seções iguais tendo certas estrelas como referência e ainda com outras duas seções específicas para o poente e o nascente", diz Kukula.

"Durante o dia, eles usavam relógios solares e decidiram dividir o dia também em 12 partes. E, com isso, chegamos ao sistema de 24 horas."

E quanto aos minutos e segundos?

A divisão de horas em 60 minutos e do minuto em 60 segundos vem do Oriente Médio - da Babilônia e, antes disso, do Imperio Sumério.

Kukula explica que essas civilizações gostavam de usar divisões em 60 partes. "Aparentemente, eles achavam que essa era uma boa forma de fracionar as coisas."

É verdade que os dias hoje são mais curtos que há alguns anos?

É o contrário. Na verdade, é muito difícil definir a duração de um dia, segundo o astrônomo britânico.

A órbita da Terra não é exatamente circular, então, o Sol não leva o mesmo tempo para chegar ao mesmo ponto do céu a cada dia.

"E a rotação da Terra não é constante, pode acelerar ou ficar mais lenta", diz Kukula. "Fenômenos como terromotos mudam o formato da crosta terrestre, e isso pode alterar o ritmo de rotação do planeta."

A Lua e e sua influência sobre as marés, a enorme quantidade de água que a gravidade da Lua movimenta na superfície da Terra, também afetam os movimentos do planeta, funcionando como um "grande freio".

"O efeito disso no longo prazo é que a rotação da Terra está desacelerando, e os dias estão ficando mais longos. Os dinossauros tinham dias mais curtos do que nós, e os de nossos descendentes serão mais longos."

Quando foi decidido que os ponteiros do relógio se moveriam para a direita?

É por uma razão astronômica, diz Kukula. A tecnologia de engrenagens de relógios remonta à Grécia antiga, mas foi só na Idade Média que relógios mecânicos se popularizaram.

"Antes disso, as pessoas usavam relógios solares para demarcar o tempo. Conforme a Terra gira e o Sol produz uma sombra no chão que se movimenta. No hemisfério norte, ela se move da esquerda para a direita, em um arco", diz o astrônomo.

"Quando começaram a ser criados relógios com faces circulares, foi possível adotar esse movimento nos dispositivos."

É possível voar rumo a oeste e chegar antes da hora em que se partiu por causa do fuso horário?

Todas as viagens levam algum tempo, então, é impossível chegar antes do horário de partida, segundo Kukula.

Mas é possível "voltar no tempo" de certa forma já que vivemos em um planeta esférico e determinamos o horário local de acordo com o sol.

"O mundo foi dividido em 24 fusos. Então, é possível ir para oeste e entrar em uma zona com outro fuso e, de repente, o horário é adiantado em uma hora", diz Kukula.

Isso torna-se mais complexo quanto mais próximos estamos do Equador, porque as zonas de fuso são mais largas nesta região do planeta.

"Você teria de viajar muito rápido, mas, se você for em direção aos polos, as zonas ficam mais estreitas, e, exatamente nos polos, você pode estar em todas as zonas ao mesmo tempo."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos