Qual a diferença entre furacões, tufões e ciclones?

Navin Singh Khadka - Correspondente de meio ambiente da BBC World Service

  • Nasa via Reuters

O furacão Florence deve chegar à costa leste dos Estados Unidos às 8h (horário local, 9h horário de Brasília) desta sexta-feira.

Ao mesmo tempo, o super tufão Mangkhut está se aproximando das Filipinas.

Há imagens espetaculares tiradas de ambos do espaço, e os dois sistemas meteorológicos parecem quase os mesmos.

Então, por que chamamos um de furacão e o outro de tufão? E o que exatamente é um ciclone?

Todos são tempestades tropicais

Eles são todos a mesma coisa: tempestades tropicais. Mas eles são conhecidos por nomes diferentes em locais diferentes.

No norte do Oceano Atlântico e no nordeste do Pacífico, eles são chamados de furacões.

Se o mesmo tipo de perturbação ocorre no noroeste do Oceano Pacífico, é conhecido como um tufão.

BBC
Diferença é apenas a região onde as tempestades tropicais se formam

E um ciclone é a tempestade tropical formada no Pacífico Sul e no Oceano Índico.

Mas quando eles podem ser chamados de furacões, tufões e ciclones?

Um ciclone tropical é um termo genérico usado por meteorologistas.

Significa que é um sistema rotativo e organizado de nuvens e tempestades que se originaram em águas tropicais ou subtropicais, de acordo com a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos.

"Assim que a velocidade dos ventos atinge 74 milhas por hora (119 km/ h) ou mais, ele é classificado como furacão, tufão ou ciclone tropical, dependendo de onde a tempestade se origina no mundo."

Os furacões são classificados numa escala que vai de 1 a 5, com base na velocidade dos ventos.

Quando eles ocorrem?

No Atlântico, a época de furacões ocorre entre 1º de junho e 30 de novembro.

Mais de 95% das atividades dos ciclones tropicais ocorrem durante este período nesta região.

Os tufões no noroeste do Oceano Pacífico são mais comuns de maio a outubro, embora possam se formar durante o ano todo.

Na região do Pacífico Sul, a época de ciclones acontece entre novembro e abril.

Como eles são nomeados?

A Organização Meteorológica Mundial, órgão da Organização das Nações Unidas (ONU), mantém uma lista para nomear os ciclones tropicais em todo o mundo.

Os nomes dos mais mortíferos, como o tufão Haiyan ou o furacão Katrina, são retirados e substituídos.

Países nas regiões de furacões, tufões e ciclones enviam sugestões para a lista à autoridade global.

"Oito países da nossa região, que cobrem a Baía de Bengala e o mar da Arábia, enviaram a lista para a OMM no início dos anos 2000", disse à BBC um reconhecido cientista do Departamento de Meteorologia da Índia.

"Quase 50% desses nomes para ciclones foram esgotados."

"O acordo entre os países da nossa região era garantir que os nomes não pudessem ofender sentimentos religiosos em nossos países".

A ciência

O ar sobe rapidamente quando é aquecido pela água morna do mar. Quando esfria novamente, ele é empurrado para o lado pelo ar mais quente que sobe por baixo dele.

Este ciclo causa ventos fortes. Tempestades tropicais têm ventos mais rápidos que 119 km/h.

Sobre o mar, uma tempestade tropical pode causar grandes ondas.

Quando essas ondas alcançam a terra, elas podem inundar grandes áreas, incluindo vilas e cidades.

Em terra, os ventos fortes podem causar muitos estragos - desde destruir casas até derrubar árvores e arrastar veículos.

Os cientistas dizem que a temperatura da água do oceano está subindo e isso pode levar a furacões com intensidade ainda maior no futuro.

Eles acrescentam que uma atmosfera mais quente também pode reter mais água, então, isso deve permitir que os furacões despejem mais água nas áreas afetadas.

Mas há muitos fatores que tornam complexa a relação entre a mudança climática e os furacões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos