Topo

A estudante que descobriu por acidente um mineral extremamente raro na Terra 

Aaron Cavosie/Universidade de Curtin
Imagem: Aaron Cavosie/Universidade de Curtin

2018-10-21T15:52:34

21/10/2018 15h52

Morgan Cox, estudante da Escola de Geologia e Ciências Planetárias da Universidade de Curtin, na Austrália, descobriu um mineral muito estranho dentro de uma cratera no oeste australiano.

O mineral, chamado reidite, é mais raro que ouro e diamante. Ele só se forma em rochas que sofrem uma grande pressão, criada pelo impacto de materiais vindos do espaço.

O reidite começa a ser formado como um mineral comum, o zircão, e muda após a pressão gerada pelo impacto das rochas espaciais. Só foi encontrado em seis crateras na Terra, explica a universidade em seu site.

Essa é a primeira vez que este raríssimo mineral é encontrado na Austrália.

O descobrimento do reidite na Austrália ocorreu quando Morgan Cox sugeriu reexaminar amostras retiradas da cratera Woodleigh, na Austrália, há 17 anos.

"Quando voltamos a estudar essas rochas, dispúnhamos de ferramentas melhores do que há 20 anos. Assim, encontramos partículas microscópicas do reidite", assinalou Aaron Cavosie, supervisor da pesquisa da universidade.

"Isto nos deu um indício da enorme pressão que sofreram essas rochas quando ocorreu o impacto."

"Esta é uma grande história, porque Morgan Cox não é uma pesquisadora graduada, mas uma estudante conduzindo um projeto especial", afirmou Aaron Cavosie.

O especialista explicou que ninguém procura reidite. Sempre que o mineral é encontrado "é quase por acaso".

"Morgan termina seu projeto conosco neste ano e quer fazer um doutorado em Ciências Planetárias. Não posso imaginar um começo melhor para sua carreira", disse.