O adeus ao Kepler, telescópio da Nasa que descobriu novos mundos

BBC

  • BBC/Reprodução

    Conceito artístico mostra planeta descoberto pelo telescópio Kepler

    Conceito artístico mostra planeta descoberto pelo telescópio Kepler

A Nasa, agência espacial americana, encerrou a missão do telescópio Kepler, que há nove anos caçava planetas habitáveis.

Ele foi aposentado após ficar sem combustível no espaço, como estava previsto.

Leia também:

Dessde março de 2009, quando foi lançado, o Kepler descobriu 2.662 planetas com características variadas - alguns com potencial de abrigar vida.

Observou planetas que orbitavam duas estrelas e outros tão quentes que pareciam basicamente oceanos de rochas derretidas.

Registrou, ainda, 530.506 estrelas e 61 supernovas.

Suas descobertas superaram as expectativas mais ambiciosas dos cientistas e revolucionaram nosso entendimento do universo.

Sem combustível, o Kepler foi deixado à deriva em torno do Sol, a mais de 150 milhões de quilômetros da Terra.

A caça aos planetas será conduzida, agora, pelos telescópios espaciais TESS, lançado em abril, e pelo observatório espacial James Webb, que deve entrar em órbita em 2020 - e substituirá o telescópio Hubble.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos