Topo

Russos parodiam Elon Musk e enviam réplica de Lada da era soviética à estratosfera

VK.COM/TOSKY_VK
Reprodução do carro russo Lada com imagem de Dmitry Rogozin na direção Imagem: VK.COM/TOSKY_VK

2019-06-13T15:56:13

13/06/2019 15h56

Pouco mais de um ano depois que o bilionário Elon Musk enviou seu carro Tesla ao espaço, uma empresa startup da Sibéria fez o próprio lançamento, com um "carro" mais modesto.

A versão russa não é um carro inteligente esportivo, mas uma miniatura de um clássico da era soviética: um Lada Riva vermelho, levado por um balão atmosférico.

Em vez do manequim Starman da Tesla, a startup ToSky lançou um boneco menor, de papelão, com a foto de Dmitry Rogozin, o chefe da agência espacial russa, Roscosmos.

Internautas escolheram Rogozin entre outros candidatos, incluindo um boneco de Stephen Hawking ou um cacto, segundo o site de notícias Radio Liberty's Siberian.

A figura de Rogozin, sentado ao volante do Lada, chegou à estratosfera: alcançou uma altitude de 20 km antes de pousar a 150 km do local de lançamento, com a ajuda de um paraquedas.

O diretor do projeto, Nikita Cheban, disse à agência de notícias Interfax Siberia que o voo de teste permitiu a coleta de dados que permitirão à stratup ToSky projetar veículos de pesquisa que "passem mais tempo na estratosfera, carreguem cargas mais pesadas e desenvolvam melhor capacidade de fazer manobras".

O grupo publicou um vídeo promocional chamado "Enviamos Rogozin para perto do espaço!", que mostra um boneco de papelão de Rogozin, sorrindo e voando acima das nuvens no Lada vermelho antes de fazer um pouso perfeito em um campo.

VK.COM/TOSKY_VK
Rogozin atingiu uma altura de 20km Imagem: VK.COM/TOSKY_VK

Rogozin é conhecido por dar opiniões francas sobre a ciência espacial, muitas vezes com referências à mecânica dos motores da era soviética. No início deste ano, ele comparou o antigo foguete Soyuz-2 ao Lada.

E também já mostrou discordância do programa espacial da Nasa nos Estados Unidos em algumas ocasiões.

Mas ainda não ao mundo o que acha de ter sido enviado à estratosfera em um carro de brinquedo.

Reportagem de Laura Gozzi

Mais Ciência e Saúde