Topo

Insetívoro diminuto foi antepassado comum dos mamíferos

07/02/2013 20h37

O antecessor comum dos mamíferos placentários, entre eles o ser humano, foi um diminuto insetívoro que se diversificou depois da extinção dos dinossauros há 65 milhões de anos, ao contrário do que afirmam as teorias mais recentes.

Uma equipe internacional de cientistas, que reconstruiu o aspecto que teria este antepassado, chegou a esta conclusão após estudar durante seis anos milhares de características morfológicas e genéticas tanto de mamíferos vivos como fósseis, com a ajuda da base de dados Morphobank, que pode ser consultada abertamente pela Internet.

Os resultados de seu estudo foram publicados nesta quinta-feira na revista científica "Science".

"Espécies como os roedores e os primatas não compartilharam a Terra com os dinossauros não-aviários, mas surgiram de um antecessor comum - um pequeno e veloz animal que se alimentava de insetos -, pouco depois do desaparecimento dos dinossauros", afirma Maureen O'Leary, da Universidade americana de Stony Brook.

Desde a década de 1990, estudos baseados apenas na diversidade genética sugeriram que as linhagens de mamíferos eram muito mais antigas e que sua diversificação estava relacionada com a separação dos continentes antes do fim do Cretáceo.

Mais Notícias