Topo

Queda de meteorito expõe vulnerabilidade do planeta, diz Medvedev

2013-02-15T08:32:00

15/02/2013 08h32

Moscou, 15 fev (EFE).- O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, advertiu que a queda de um meteorito nesta sexta-feira na região de Tcheliabinsk, nos os Montes Urais, e que deixou mais de 500 feridos, demonstra a vulnerabilidade do planeta.

"Espero que não haja consequências graves, no entanto, isso (a queda do meteorito) é uma prova de que não apenas a economia é vulnerável, mas todo o nosso planeta", disse Medvedev, segundo as agências russas.

Medvedev está na cidade siberiana de Krasnoyarsk, onde participa de um fórum econômico internacional.

Por outro lado, o vice-primeiro-ministro russo, Dmitri Rogozin, defendeu criar um sistema de prevenção e proteção perante a queda de objetos espaciais.

"Temos que pensar nisso", afirmou Rogozin, que acrescentou que nem a Rússia, nem os Estados Unidos têm tecnologia para abater os meteoritos que representam uma ameaça para a Terra.

Lembrou que já tinha feito a proposta quando ocupava o cargo de representante da Rússia na Otan, no entanto, a resposta foi "ceticismo: (...) houve certa crítica, muitos riram", disse.

"A Rússia e outros países grandes têm um sistema de acompanhamento e controle do espaço, mas ele é orientado a vigiar as aproximações perigosas de lixo espacial", lembrou.

Enquanto isso, o líder do Partido Liberal Democrático, o ultranacionalista Vladimir Jirinovski, conhecido por suas extravagâncias e seu destempero no Parlamento, assegurou que não foi um meteorito, e sim "os americanos provando novas armas".

Jirinovski afirmou que o secretário de Estado americano, John Kerry, procurou na segunda-feira passada o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, para avisar da "provocação" que se preparava contra a Rússia.

Mais Ciência e Saúde