Missão espacial dos Emirados Árabes a Marte em 2020 estudará clima do planeta

Em Abu Dhabi

  • Kamran Jebreili/ AP

    Mulher apresenta o projeto dos Emirados Árabes Unidos de enviar sonda a Marte

    Mulher apresenta o projeto dos Emirados Árabes Unidos de enviar sonda a Marte

A sonda não tripulada que os Emirados Árabes pretendem enviar a Marte em julho de 2020 fará uma viagem de nove meses para realizar uma pesquisa científica sobre "o clima e a atmosfera" do planeta, anunciaram as autoridades do país nesta quarta-feira (6).

O vice-presidente e primeiro-ministro do país, Mohammed bin Rashid al Maktoum, disse em Dubai que a chamada "Sonda da Esperança" também responderá perguntas "sobre as causas que levaram ao desaparecimento de água e as chances que haver vida no planeta vermelho".

A viagem espacial, que deve durar 9 meses e percorrerá 60 milhões de quilômetros até chegar a Marte, em março de 2021, coincidirá com o 50º aniversário da formação dos Emirados Árabes Unidos, que se juntará ao clube dos nove países com missões no planeta.

"Os Emirados Árabes representam a esperança para muitos e esta sonda reflete nossa esperança em um futuro brilhante para a juventude árabe", disse Al Maktoum.

Este projeto é "uma mensagem ao mundo" de que os árabes têm uma civilização e "uma mensagem para os árabes" de que "não existe o impossível e que podemos competir com as grandes nações no âmbito do conhecimento", acrescentou.

Este projeto espacial foi anunciado pela primeira vez em julho do ano passado, em comunicado governamental que revelou que os investimentos dos Emirados Árabes em tecnologia espacial já superam os 20 bilhões de dirhams (R$ 16,5 bilhões), incluindo várias empresas de telecomunicação e satélite.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos