Monitor de grupo atingido por avalanche na França é acusado de homicídio

Paris, 16 jan (EFE).- O monitor do grupo escolar que foi atingido na quarta-feira por uma avalanche nos Alpes franceses, que deixou dois alunos mortos, foi acusado neste sábado de homicídio culposo e colocado sob controle judicial.

O homem, que ficou gravemente ferido, reconheceu sua responsabilidade, mas disse que não tinha consciência do perigo, porque nos dias anteriores outras pessoas e ele mesmo tinham descido essa pista, que estava fechada, assinalou à emissora "BFM TV".

A investigação, acrescentou o jornal "Le Parisien", descobriu que o professor, de 47 anos, foi internado em um hospital psiquiátrico no ano passado, ainda estava em tratamento e que pediu para voltar a ser internado.

O desmoronamento aconteceu por volta das 16h (13 em Brasília) na estação de Deux Alpes, a cerca de 2.800 metros de altura. Dois adolescentes franceses de 16 anos e um esquiador ucraniano que não pertencia ao grupo escolar morreram na avalanche.

Segundo alguns testemunhos, odeslizamento foi provocado por outro grupo de esquiadores que passou mais em cima de onde estavam os jovens, estudantes de um instituto de Lyon, no leste da França.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos