Washington e leste dos EUA entram em alerta por tempestade de neve

Washington, 20 jan (EFE).- A cidade de Washington e o centro da costa leste dos Estados Unidos entraram em alerta nesta quarta-feira devido à chegada iminente da tempestade de neve Jonas, a primeira do inverno, que trará fortes ventos e que pode deixar mais de meio metro de neve nas ruas da capital americana.

Espera-se que a tempestade Jonas atinja a costa leste na sexta-feira e se mantenha ativa durante o fim de semana, deixando quantidades de neve que, de acordo com a previsão dos meteorologistas, podem superar o recorde estabelecido em 1922.

Apesar de estar previsto que a tempestade de neve, que vem do oeste do país, atinja 14 estados do centro-leste, espera-se que os pontos mais críticos sejam as áreas urbanas de Washington e Baltimore, assim como o norte do estado da Virgínia.

É nessa área que o Serviço Nacional de Meteorologia dos EUA prevê um acúmulo de neve de entre 45 e 60 centímetros, um número que os meteorologistas da "CNN" consideram que pode chegar aos 80 centímetros.

Se esse for o caso, se estabeleceria um novo recorde de neve para a capital americana, já que a marca atual foi atingida em 1922, quando a neve nas ruas chegou a 71 centímetros.

Aquela ocasião, ocorrida há quase um século, traz uma trágica lembrança para a população de Washington, já que cerca de 100 pessoas morreram após o desabamento do teto de um teatro pelo peso da neve.

Fora das áreas de Washington, Baltimore e do norte da Virgínia, espera-se que outras grandes cidades como Nova York, Filadélfia e Boston também sejam afetadas pelo temporal, mas com menor intensidade.

A tempestade vem do Colorado, no oeste, por isso também estão em alerta outros estados do centro e do leste do país, como Oklahoma, Arkansas, Kentucky e Carolina do Sul.

"A intensa precipitação de neve criará situações de perigo e será uma ameaça para as pessoas e as propriedades. A mobilidade será restringida de forma severa e é possível que seja impraticável no ápice da tempestade", alertou o Serviço Nacional de Meteorologia dos EUA.

O acúmulo de neve e os fortes ventos podem causar a queda de galhos e árvores e afetar o fornecimento de energia elétrica, assim como ocorreu no inverno de 2010, quando a precipitação de 60 centímetros de neve deixou centenas de milhares de moradores sem eletricidade na área de Washington.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos