Dificuldades em resgate de 26 trabalhadores presos em mina no norte da Rússia

Moscou, 26 fev (EFE).- O governo da Rússia admitiu nesta sexta-feira que o resgate dos 26 trabalhadores que ainda estão soterrados após o desabamento de uma mina de carvão na cidade russa de Vorkuta, dentro do Círculo Polar Ártico, enfrenta complicações.

"Os trabalhos de resgate transcorrem com dificuldade, se pode dizer que em regime de emergência. Na mina continuam as explosões", disse Arkadi Dvorkovich, vice-primeiro-ministro russo, à imprensa.

Dvorkovich, que dirige a comissão governamental criada após o acidente, ocorrido ontem, admitiu que "o acesso a certos setores da mina é praticamente impossível".

"Um total de 26 pessoas seguem desaparecidas", acrescentou. Ele reiterou a informação oficial de que no momento do acidente havia 110 mineiros na nuba, dos quais 80 foram resgatados e quatro morreram.

Segundo a companhia Vorkutaugol, proprietária da mina, o desabamento se deveu a duas explosões que provocaram, além disso, um incêndio, o que dificulta ainda mais os trabalhos de resgate.

"Nossas equipes de socorristas estão tentando estabelecer contato com os mineiros apanhados. Não perdemos as esperanças e continuaremos trabalhando", disse o ministro para Situações de Emergência, Vladimir Puchkov, que viajou a Vorkuta para coordenar de perto os trabalhos de resgate.

Dvorkovich destacou que a mina "Severnaya" "tinha sido catalogada como perigosa por seu conteúdo de metano", mas afirmou que a companhia não violou os regulamentos de exploração.

Com relação ao futuro da exploração de carvão, considerou "improvável" sua reconstrução em um curto prazo de tempo devido aos grandes danos causados pelas reiteradas explosões.

A mina "Severnaya", produto da união das antigas minas Nº5 e Nº7 de Vorkuta, na república autônoma dos Komi, era explorada desde 1966.

O último acidente em suas galerias aconteceu em julho de 2011, quando por causa de um desprendimento dois de seus trabalhadores morreram.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos